Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

Italianismo

Comer e beber

Polícia da Itália descobre negócio milionário de vinhos falsos

Salssicaia vinho italiano
Polícia da Itália descobre negócio milionário de vinhos falsos

Quadrilha fabricava e vendia garrafas fraudadas do Sassicaia, um dos vinhos mais italianos mais célebres

Um negócio milionário de vinhos famosos falsificados foi desmantelado por autoridades italianas nesta quarta-feira (14). A quadrilha produzia réplicas perfeitas de garrafas e caixas do Sassicaia, um dos rótulos mais conhecidos da Itália.

Duas pessoas foram colocadas em prisão domiciliar, e outras 11 estão sob investigação, segundo a Guarda de Finanças do país.

Os investigadores rastrearam peças de falsificação que seriam usadas para embalar ao menos 1.100 caixas de Sassicaia 2015 (6.600 garrafas), que se fossem integralmente vendidas, representariam um faturamento de aproximadamente 2 milhões de euros (R$ 13,1 milhões).

No Brasil, uma garrafa de Sassicaia original chega a custar R$ 4 mil. No mercado internacional, o preço gira em torno de US$ 200 (R$ 1.100).

A cadeia de falsificação envolvia desde rótulos idênticos aos originais até caixas de madeira produzidas na Bulgária.

Negócio da China

Os vinhos seriam enviados a clientes endinheirados da Rússia e da China, que já haviam feito pedidos, sem saber que estavam comprando algo fraudado. Uma pequena parte da produção seria escoada no mercado italiano.

Os policiais encontraram um armazém perto de Milão em que os dois presos — pai e filho — engarrafavam e rotulavam um vinho de qualidade inferior produzido na Sicília. De lá, saíam cerca de 700 caixas por mês (4.200 garrafas) vendidas como Sassicaia.

No local, havia rótulos fielmente reproduzidos, inclusive com hologramas e selos de qualidade usados pelo conselho regulador da Toscana.

A estimativa dos agentes é que eles embolsavam cerca de 400 mil euros por mês (R$ 2,6 milhões).

Produzido na região da Toscana, o original Sassicaia, feito com pelo menos 80% de Cabernet Sauvignon, entra na categoria conhecida como Super Toscanos — nome dado aos vinhos italianos que utilizam uvas francesas.

LEIA TAMBÉM

Vinho italiano fatura R$ 50 bi e mantém Itália a principal produtora

Deixa o seu comentário:

Mais de Italianismo

Cotidiano

Robô submarino tira fotos do navio e da carga de ânforas que datam do século II a.C.

Comer e beber

Descubra como uma taça de vinho pode trazer uma boa dose de saúde e bem-estar para o seu dia a dia.

Comer e beber

Beber um bom vinho durante as refeições ou no fim do dia é o capricho de muita gente, sem contar as pessoas que acham...

Cotidiano

De Bono Vox a Anthony Hopkins, passando por George Clooney e Ed Westwick, a busca pelas estrelas na Itália já começou.

Cotidiano

A atriz recebeu as chaves da cidade e inaugurou o restaurante que leva seu nome.

Cotidiano

Calábria, Lombardia, Emilia-Romagna, Friuli Venezia Giulia, Piemonte e Toscana voltam para a zona menos restritiva.

Cotidiano

Bônus deve ser gasto mensalmente nas farmácias da cidade. Projeto vai atender 100 famílias.

Arte & Cultura

Passada no final do século 15, a trama encontra Leonardo Da Vinci acusado de assassinato

Comer e beber

O New York Times selecionou os melhores vinhos baratos do mundo abaixo de 20 euros: na lista estão cinco rótulos italianos

Itália no Brasil

O Brasil importou da Itália em 2020 cerca de US$ 231 milhões em vinhos, massas e outros produtos do Made in Italy. Um aumento...

Cotidiano

Xuxa Meneghel mostra sua mansão no Rio e revela planos para morar na Toscana, na Itália.

Cotidiano

10 fotos que contam os segredos, lendas e mistérios de Florença. Que você não conhecia. Deixa o seu comentário:

2016-2021 – Permitida a reprodução de qualquer conteúdo desde que citado, obrigatoriamente, o Italianismo.