Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Arte & Cultura

Morre a escritora Beatriz Pellizzetti Lolla, aos 93 anos

Beatriz Pellizzetti Lolla deixa legado de obras sobre a imigração italiana no Brasil.

Beatriz Pellizzetti Lolla
Morre a escritora Beatriz Pellizzetti Lolla, aos 93 anos | Reprodução

No último domingo, 21, Santa Catarina perdeu a renomada escritora Beatriz Pellizzetti Lolla, aos 93 anos. Ela deixou um importante legado para a história da região e do Brasil, sendo reconhecida pelo seu empenho e contribuição para o estudo da imigração italiana.

Historiadora, museóloga e professora aposentada, Beatriz dedicou grande parte de sua vida à pesquisa e divulgação da história do Alto Vale do Itajaí, com especial foco na imigração italiana. O seu conhecimento era amplo, e ela teve um grande impacto nesse campo.

A publicação do livro “L’Ideologia e la creatività dell’immigrazione europea in Brasile(A Ideologia e a Criatividade da Imigração Europeia no Brasil), que Beatriz lançou em Roma, foi um dos principais eventos da sua carreira. A obra, que tem mais de 800 páginas, foi patrocinada pela própria autora e teve seu lançamento no Museo Nazionale dell’Emigrazione, um lugar emblemático na capital italiana.

Ao longo de sua trajetória, Beatriz publicou 11 livros, nos quais explorou diversos aspectos da imigração italiana no Brasil e contribuiu para a preservação da história da região. Suas obras abrangem temas como os “Os papéis de Giovanni Rossi no Arquivo Ermembergo Pellizzetti”, a “Contribuição dos intelectuais italianos no Brasil (fim do século XIX e princípio do século XX)”, “a “Colônia Cecília, anarquistas no Paraná”, entre outros.

A morte de Beatriz representa um grande vazio para a comunidade italiana e para os pesquisadores da história da imigração no Brasil. Sua dedicação e paixão pelo tema a tornaram uma das principais autoridades nessa área, e seu legado continuará vivo por meio de suas obras e do impacto que ela deixou no estudo da imigração italiana.

Além de suas contribuições acadêmicas, Beatriz era uma apaixonada pela cultura italiana e pela sua própria história. O seu compromisso em preservar e divulgar a história da imigração italiana demonstrava o seu carinho pelo país de origem de seus antepassados.

A escritora deixará uma marca inesquecível na história do Alto Vale do Itajaí, e sua ausência será profundamente dolorosa para todos. Contudo, seu legado continuará a influenciar e inspirar gerações futuras, mantendo viva a relevância do estudo da imigração italiana no Brasil.

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

A cidadania italiana pode abrir portas em diversas situações, como a facilidade em trabalhar e estudar no Exterior

Cotidiano

CNH brasileira volta a valer na Itália: novo acordo facilita vida de milhares pessoas

Cotidiano

Brasileiros residentes no país europeu há menos de seis anos podem solicitar habilitação italiana sem necessidade de novos exames

Esporte

O ítalo-brasileiro assumiu o cargo de técnico da Juventus, firmando um contrato de três temporadas, válido até meados de 2027.

Variedades

Agente de Registro Civil e intermediador são suspeitos

Turismo

Iniciativa é feita no aniversário dos 150 anos da imigração.

Cultura

Evento reúne o melhor da produção contemporânea do país europeu.

Economia

Dados registrados pela agência são do 1º trimestre de 2024

Variedades

Mostra e degustação contam história da iguaria desde as origens.

Cultura

O Sequestro do Papa' chegará aos cinemas do Brasil em 18/7

Notícias

Sace apontou potencial no país latino para empresas italianas

Economia

Meloni enviou mensagem para assembleia de associação de seguros.