Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Arte & Cultura

Morre a escritora Beatriz Pellizzetti Lolla, aos 93 anos

Beatriz Pellizzetti Lolla deixa legado de obras sobre a imigração italiana no Brasil.

Beatriz Pellizzetti Lolla
Morre a escritora Beatriz Pellizzetti Lolla, aos 93 anos | Reprodução

No último domingo, 21, Santa Catarina perdeu a renomada escritora Beatriz Pellizzetti Lolla, aos 93 anos. Ela deixou um importante legado para a história da região e do Brasil, sendo reconhecida pelo seu empenho e contribuição para o estudo da imigração italiana.

Historiadora, museóloga e professora aposentada, Beatriz dedicou grande parte de sua vida à pesquisa e divulgação da história do Alto Vale do Itajaí, com especial foco na imigração italiana. O seu conhecimento era amplo, e ela teve um grande impacto nesse campo.

A publicação do livro “L’Ideologia e la creatività dell’immigrazione europea in Brasile(A Ideologia e a Criatividade da Imigração Europeia no Brasil), que Beatriz lançou em Roma, foi um dos principais eventos da sua carreira. A obra, que tem mais de 800 páginas, foi patrocinada pela própria autora e teve seu lançamento no Museo Nazionale dell’Emigrazione, um lugar emblemático na capital italiana.

Ao longo de sua trajetória, Beatriz publicou 11 livros, nos quais explorou diversos aspectos da imigração italiana no Brasil e contribuiu para a preservação da história da região. Suas obras abrangem temas como os “Os papéis de Giovanni Rossi no Arquivo Ermembergo Pellizzetti”, a “Contribuição dos intelectuais italianos no Brasil (fim do século XIX e princípio do século XX)”, “a “Colônia Cecília, anarquistas no Paraná”, entre outros.

A morte de Beatriz representa um grande vazio para a comunidade italiana e para os pesquisadores da história da imigração no Brasil. Sua dedicação e paixão pelo tema a tornaram uma das principais autoridades nessa área, e seu legado continuará vivo por meio de suas obras e do impacto que ela deixou no estudo da imigração italiana.

Além de suas contribuições acadêmicas, Beatriz era uma apaixonada pela cultura italiana e pela sua própria história. O seu compromisso em preservar e divulgar a história da imigração italiana demonstrava o seu carinho pelo país de origem de seus antepassados.

A escritora deixará uma marca inesquecível na história do Alto Vale do Itajaí, e sua ausência será profundamente dolorosa para todos. Contudo, seu legado continuará a influenciar e inspirar gerações futuras, mantendo viva a relevância do estudo da imigração italiana no Brasil.

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Cotidiano

Pontremoli lança programa “Residentes do Futuro” para estimular novos moradores.

Cidadania Italiana

Congresso terá presença de figuras relevantes do judiciário italiano, do Ministério do Interior e da Procuradoria Geral do Estado

Cidadania Italiana

Especialistas se reúnem em Padova para discutir os desafios e implicações da cidadania italiana para descendentes.

Cotidiano

Enel mancha a reputação italiana no Brasil devido a constantes falhas no fornecimento de energia em São Paulo

Economia

Tesla explora potencial da fabricação de veículos elétricos na Itália: Caminhões e vans na pauta, dizem jornais

Viagem e Turismo

Prefeito também justificou nova taxa de acesso à cidade.

Cotidiano

Estudo assoalhar quantos estrangeiros vivem em Verona e nos municípios da província.

Arte & Cultura

Cônsul Caruso destacou que 'criar valor está no DNA da cidade'

Arte & Cultura

Público terá acesso a relíquias da cultura Daunia

Cidadania Italiana

A cidadania italiana de Giovanna Ewbank: uma narrativa de rápido sucesso ou marketing disfarçado?

Turismo

Região recebeu um investimento significativo em infraestrutura, totalizando 3,5 milhões de euros.

Arte & Cultura

‘DanteDì’ é comemorado anualmente em 25 de março.