Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Estilo de vida

Milão, a cidade mais cara da Itália, Pescara a mais barata (veja a classificação completa)

Milão, a cidade mais cara da Itália, Pescara a mais barata

Associação de consumidores apresenta estudo sobre preços e tarifas das 18 maiores cidades da Itália

Mais uma vez Milão se confirma como a cidade da Itália onde o custo de vida é maior, mesmo na fase pós-Covid. 

Nápoles é a que oferece os preços mais baixos nos produtos alimentares, enquanto que Pescara é a cidade mais cômoda em termos de serviços.

Os dados são da Codacons, a associação dos consumidores da Itália, que realizou um estudo detalhado sobre preços e tarifas vigentes na Itália em junho.

O estudo foi realizado nas 18 maiores cidades, espalhadas por todo o território.

“Examinamos uma cesta com 31 itens entre bens e serviços para verificar o nível médio de preços e tarifas vigentes nas principais cidades e entender qual era o custo de vida na fase pós-Covid e as diferenças entre as diversas regiões do país”, explica o presidente Carlo Rienzi.

“Verifica-se assim que para comprar a mesma cesta de produtos e serviços na cidade mais cara se gasta em média 262 euros a mais do que na mais barata, e se no sul da Itália é significativamente mais barato para comer, por outro lado paga-se muito mais pela tarifa de lixo”, diz ele.

Milão, a cidade mais cara da Itália

Em contrapartida, Milão é a cidade mais cara, com um gasto de 853,43 euros para a compra da cesta completa, seguida de Cagliari (821,37 euros) e Nápoles (819,53 euros).

Porém nas duas últimas, as cidades têm um forte impacto no custo de Tari,
o imposto relativo à gestão de resíduos na Itália, que é o mais alto entre as cidades examinadas. 

Pescara, com uma despesa média de € 590,97 para a compra dos bens e serviços pesquisados, é a cidade mais barata.

Do ponto de vista alimentar, Nápoles está no topo do ranking das cidades mais convenientes: lá, para comprar fruta, legumes, carne e peixe, gasta-se um total de 72,24 euros e apenas mais alguns centavos em Catanzaro (73,17 euros). 

Milão é a mais cara (109 euros), seguida de Aosta (97,13 euros).

Particularidades das cidades

Outros dados interessantes emergem do estudo da Codacons.

Por exemplo, ir ao dentista custa menos em Palermo (cerca de 63 euros) e pelo mesmo serviço (restauração) gasta-se quase três vezes mais em Aosta (174 euros).

Para consertar o carro é melhor ir a Ascoli Piceno.

café no bar é melhor tomar em Catanzaro (0,80 euros em média), enquanto em Trento as mulheres gastam mais que o resto Itália para cortar o cabelo (em média € 23,80).

Gênova, a cidade portuária, tem os preços mais elevados da gasolina e do óleo diesel. Torino é o mais barato para serviços de lavagem à seco.

Para ver o estudo completo, baixe o arquivo da pesquisa em excel.

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Itália no Brasil

Programa percorre cidades brasileiras para mostrar a influência e o legado do povo italiano no país.

Cidadania Italiana

Projeto de Lei no Senado Italiano gera debate sobre possíveis mudanças na cidadania italiana.

Cidadania Italiana

Val di Zoldo: Desafios administrativos, protestos e o embate com a cidadania ítalo-brasileira.

Cotidiano

Facilite sua vida na Itália em 2024 com esses 16 aplicativos essenciais.

Cotidiano

Itália desafia limites: Quer a construção da ponte suspensa mais longa do mundo.

Cidadania Italiana

Subsecretário italiano afirma que a Lei 91 de 92, que rege a cidadania no país, está adequada e não deve ser alterada.

Destinos

Preparando o terreno: estratégias inteligentes para economizar nas reservas de voos para a Itália.

Arte & Cultura

Russell Crowe revela orgulho por suas raízes italianas durante o Festival de Sanremo.

Cidadania Italiana

A italianidade que corre nas veias: por que limitar o direito à cidadania?

Estilo de vida

Descubra as razões por trás da diferença entre o Dia dos Namorados no Brasil e na Itália.

Cotidiano

Deputado Fabio Porta insta governo italiano a agir com urgência no acordo de conversão de CNH com o Brasil.

Itália no Brasil

Estação 'Nova Vicenza', símbolo intocado da imigração italiana, ganha destaque nas páginas do Il Giornale di Vicenza