Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cidadania Italiana

Luxemburgo: O destino ideal para quem tem cidadania italiana e fala português

Conheça o projeto “Moving Lusitalia” que destaca a rica história das emigrações italiana e portuguesa em Luxemburgo

Luxemburgo cidadania italiana
Luxemburgo: O destino ideal para quem tem cidadania italiana e fala português | Foto: DespositPhotos

Luxemburgo, um pequeno tesouro europeu, onde a prosperidade se entrelaça com a diversidade cultural, tem emergido como um destino de eleição para indivíduos que detêm a cidadania italiana e são fluentes em português.

Neste rincão do continente, duas comunidades — a italiana e a portuguesa — encontraram um lar acolhedor, oferecendo oportunidades únicas para aqueles que decidem estabelecer-se nas suas terras.

No panorama das diversas iniciativas destinadas à emigração portuguesa, destaca-se o atual projeto “Moving Lusitalia“.

Localizado no bairro Italie, na cidade de Dudelange, em Luxemburgo, tem como missão central destacar a rica história das emigrações italiana e portuguesa, enquanto examina os novos fluxos migratórios que continuam a moldar a região.

O projeto “Moving Lusitalia” foi concebido no âmbito da Capital Europeia da Cultura Esch-sur-Alzette 2022 sendo coordenado por duas notáveis figuras: Heidi Martins, uma respeitada pesquisadora portuguesa do Centro de Documentação sobre Migrações Humanas (CDMH), e Chiara Ligi, uma talentosa artista e produtora italiana, especializada em patrimônio cultural imaterial e questões sociais.

Nos últimos anos, estas dedicadas cientistas sociais empenham os seus esforços em reviver as histórias de vida dos emigrantes italianos e portugueses ligados à siderurgia e à mineração no Luxemburgo.

Vista aérea da parte histórica da cidade de Luxemburgo | Foto: DespositPhotos
Vista aérea da parte histórica da cidade de Luxemburgo | Foto: DespositPhotos

Atualmente, os portugueses representam cerca de 14% da população total de Luxemburgo, sendo a maior comunidade no Grão-Ducado — em 1º de janeiro de 2023 a população atingiu a marca de 660.809 habitantes.

Este fluxo migratório começou no final da década de 1950, marcando o início do fenômeno maciço de emigração portuguesa para os países industrializados da Europa Ocidental.

Durante as décadas de 1960 e 1970, Luxemburgo testemunhou a chegada de milhares de portugueses, com homens que se destacavam na construção civil e mulheres que se dedicavam principalmente à limpeza, principalmente na cidade do Luxemburgo e no sul do país. No entanto, os portugueses estabeleceram-se em todo o território luxemburguês, contribuindo significativamente para o enriquecimento da cultura local.

Hoje, mais do que nunca, o Luxemburgo continua a atrair uma população estrangeira jovem e predominantemente masculina. Em termos gerais, os estrangeiros são notavelmente mais jovens do que a população luxemburguesa, com uma média de idade de 39 anos, comparada aos 40,4 anos das mulheres.

País conta com alta percentagem de estrangeiros  | Foto: DespositPhotos
País conta com alta percentagem de estrangeiros | Foto: DespositPhotos

As principais comunidades estrangeiras presentes no território luxemburguês são:

  • Portuguesa, com 92.101 representantes, tornando-se a mais numerosa e representando quase 14% da população do Grão-Ducado.
  • Francesa, com 49.104 cidadãos, a segunda maior comunidade estrangeira, compreendendo mais de 7% da população luxemburguesa.
  • Italiana, com 24.676 pessoas, representando 3,7% da população.
  • Belga, com mais de 19.205 residentes.
  • Alemã, composta por 12.678 membros.
  • Espanhola, com 9.068 residentes.
  • Romena, com 6.625 residentes.
  • Ucraniana, contando com 5.238 residentes.
  • Polonesa, com 5.130 residentes.
  • Indiana, composta por 4.657 residentes.
  • Chinesa, com 4.295 residentes.
  • Grega, com 4.268 habitantes.
  • Holandesa, com 3.956 habitantes.
  • Britânica, com 3.924 habitantes (uma diminuição de 31% após o Brexit, comparada aos 5.766 de 2020).

Neste mosaico cultural e demográfico, Luxemburgo continua a ser um farol de oportunidades para aqueles que procuram uma nova vida na Europa, particularmente para os descendentes de italianos e falantes de português.

O projeto “Moving Lusitalia” não apenas celebra a história de duas grandes diásporas, mas também lança luz sobre o presente e o futuro de um país que se orgulha de sua diversidade e acolhimento caloroso.

Luxemburgo tem testemunhado recentemente uma maior chegada de ucranianos e italianos  | Foto: DespositPhotos
Luxemburgo tem testemunhado recentemente uma maior chegada de ucranianos e italianos | Foto: DespositPhotos

As principais características da população e da sociedade de Luxemburgo

1. Crescimento demográfico rápido:

  • Luxemburgo é um dos países menores e menos populosos da Europa, mas sua população está crescendo rapidamente a cada ano.
  • Em 1º de janeiro de 2023, Luxemburgo tinha uma população de 660.809 habitantes, com um aumento de 2,4% em um ano.
  • Nos últimos 60 anos, a população mais do que dobrou, saindo de 314.900 habitantes em 1961.

2. Alta percentagem de estrangeiros:

  • Cerca de 47,4% da população de Luxemburgo é composta por estrangeiros, destacando a natureza multicultural do país.
  • Em 1961, a percentagem de estrangeiros era de apenas 13,2%, evidenciando a significativa mudança demográfica.

3. Atração de pessoas jovens e do sexo masculino:

  • Luxemburgo atrai uma população jovem e predominantemente masculina, com uma idade média dos estrangeiros de 39 anos em comparação com os 40,4 anos das mulheres.
  • A qualidade de vida, segurança e sistema de saúde eficiente são fatores que atraem pessoas jovens e profissionais em busca de oportunidades.

4. Múltiplas línguas oficiais:

  • Luxemburgo tem três línguas oficiais: luxemburguês, alemão e francês.
  • O luxemburguês é a língua nacional e é obrigatório para a obtenção da cidadania por naturalização.
  • O francês é amplamente falado, e o inglês e o alemão também são comuns devido à população diversificada.

5. Sociedade multicultural:

  • Mais de 170 nacionalidades diferentes convivem em Luxemburgo, principalmente de origem europeia.
  • A comunidade portuguesa é a mais numerosa, representando cerca de 14% da população total.
  • Outras comunidades significativas incluem francesa, italiana, belga, alemã, espanhola, romena, ucraniana, polaca, indiana, chinesa e grega.

6. Predominância do cristianismo:

  • A maioria da população luxemburguesa é cristã, com mais de 90% sendo católicos.
  • Cerca de 25% da população não segue nenhuma religião, enquanto o islamismo está em crescimento, com cerca de 2% da população muçulmana.

7. Economia ativa e influência europeia:

  • O mercado de trabalho luxemburguês é dinâmico e atrai muitos trabalhadores fronteiriços das regiões vizinhas, como França, Bélgica e Alemanha.
  • Luxemburgo abriga muitas instituições europeias, incluindo a Comissão Europeia, atraindo funcionários europeus de todas as partes do continente.
  • Grandes multinacionais, como Amazon e Ferrero, têm se estabelecido em Luxemburgo, oferecendo oportunidades de carreira e altos rendimentos.

8. Flutuações nos fluxos migratórios:

  • Os fluxos migratórios para Luxemburgo variam ao longo dos anos, com diferentes nacionalidades predominando em diferentes períodos.
  • O país tem testemunhado recentemente uma maior chegada de ucranianos e italianos, enquanto os franceses estão deixando o país em maior número devido a altos preços imobiliários.
  • As dificuldades de acomodação e custo de vida influenciam o saldo migratório.

Luxemburgo, com sua população diversificada e economia próspera, continua a ser um destino atrativo para pessoas de todo o mundo em busca de oportunidades profissionais e uma alta qualidade de vida.

Fotos: DespositPhotos

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

A transmissão da cidadania italiana jure sanguinis pode ser comprovada por qualquer meio, diz a Corte de Cassação da Itália

Cotidiano

Prefeito perde batalha contra ítalo-brasileiros: A lei falou mais alto. Parece que o jogo virou, não é mesmo, senhor prefeito?

Cidadania Italiana

Cidadania italiana irregular: 92 cidades da província de Nápoles entram em investigação.

Cidadania Italiana

Silmara Fabotti, líder de esquema de cidadania italiana falsa, planejava fugir da Itália, relata juiz.

Cidadania Italiana

A crescente diáspora italiana: Migração em massa em busca de melhores oportunidades e realização pessoal.

Itália no Brasil

Um voo histórico de solidariedade: A ajuda humanitária da Itália ao Rio Grande do Sul.

Cidadania Italiana

Investigação revela esquema de corrupção envolvendo falsos certificados de residência em troca de dinheiro e favores sexuais.

Cidadania Italiana

Rodrigo Faro se defende de acusações de envolvimento em esquema de falsificação de documentos para cidadania italiana

Cidadania Italiana

Apresentador de TV, empresários e jogadores de futebol têm processos de cidadania italiana cancelados na região de Nápoles.

Itália no Brasil

Diante do público cada vez maior, desafio é garantir boa estrutura para atender bem os visitantes.

Cotidiano

Meloni apresentou queixa antimáfia sobre fluxos migratórios.

Cidadania Italiana

Suspensão temporária das audiências durante o período eleitoral e possível greve dos juízes afeta ítalo-brasileiros.