Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Lockdown na Itália: a fuga das áreas vermelhas

lockdown italia
Com medo do lockdown, moradores deixam Piemonte e Lombardia

Lombardos e piemonteses partem para uma segunda casa na Ligúria, a região “amarela”

Incomodados com as regras impostas pelo governo italiano, milhares de lombardos e piemonteses deixaram as áreas vermelhas rumo à segunda residência na Riviera da Ligúria, na área amarela, por exemplo. A fuga começou assim que o governo anunciou um novo lockdown na Itália, que começou a vigorar nesta sexta-feira (6).

Durante a madrugada, as rodovias que dão acesso às regiões menos atingidas pelo covid-19 ficaram congestionadas, segundo jornais locais.

A divisão por cores das 20 regiões da península, em vermelho para aquelas com alto contágio, laranja para médio, e amarelo para moderado, anunciada no dia anterior pelo primeiro-ministro Giuseppe Conte, afeta principalmente as regiões de Lombardia e Piemonte, motores da economia.

Além delas, também estão designadas como vermelhas Calabria e Vale de Aosta, o que levou seus governantes regionais a protestarem.

Nessas quatro regiões só será permitido sair de casa para trabalhar ou ir à escola, enquanto os comércios não-essenciais deverão permanecer fechados, não será permitido sair do próprio município de residência – com algumas exceções – e todos os bares e restaurantes serão fechados.

“Os proprietários de segundas residências são sempre bem-vindos”, disse o prefeito de Bordighera, Vittorio Ingenito, mostrando não estar preocupado com a invasão de novos residentes em sua cidade, e eventual sobrecarga no sistema de saúde local.

“Se o governo tivesse previsto esse fenômeno, que é amplamente previsível, poderia tê-lo regulamentado. Portanto, não somos nós que vamos levantar barricadas”, completou o prefeito da Ligúria.

Motivos para um novo lockdown

A Itália registrou nesta quinta-feira (5) mais 445 mortes causadas pelo novo coronavírus, maior número para um único dia desde 2 de maio, quando haviam sido contabilizados 474 óbitos.

Além disso, o boletim atualizado do Ministério da Saúde registra 34.505 novos casos de contágio nesta quinta, recorde no país desde o início da pandemia. Com isso, o total de pessoas já infectadas na Itália chegou a 824.879, enquanto o número de vítimas subiu para 40.192.

Segundo o Ministério da Saúde, o país também tem 312.339 pacientes curados e um recorde de 472.348 casos ativos. Desse total, 2.391 estão internados em UTIs, maior número desde 21 de abril (2.471), ainda antes do fim do lockdown nacional.

LEIA TAMBÉM

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Itália no Brasil

Programa percorre cidades brasileiras para mostrar a influência e o legado do povo italiano no país.

Cidadania Italiana

Projeto de Lei no Senado Italiano gera debate sobre possíveis mudanças na cidadania italiana.

Cidadania Italiana

Val di Zoldo: Desafios administrativos, protestos e o embate com a cidadania ítalo-brasileira.

Cotidiano

Facilite sua vida na Itália em 2024 com esses 16 aplicativos essenciais.

Cotidiano

Itália desafia limites: Quer a construção da ponte suspensa mais longa do mundo.

Cidadania Italiana

Subsecretário italiano afirma que a Lei 91 de 92, que rege a cidadania no país, está adequada e não deve ser alterada.

Cidadania Italiana

As regras para obtenção de cidadania italiana por meio de ascendência vão mudar em 2024? O que dizem os profetas do medo?

Arte & Cultura

Russell Crowe revela orgulho por suas raízes italianas durante o Festival de Sanremo.

Destinos

Preparando o terreno: estratégias inteligentes para economizar nas reservas de voos para a Itália.

Cidadania Italiana

A italianidade que corre nas veias: por que limitar o direito à cidadania?

Estilo de vida

Descubra as razões por trás da diferença entre o Dia dos Namorados no Brasil e na Itália.

Cotidiano

Deputado Fabio Porta insta governo italiano a agir com urgência no acordo de conversão de CNH com o Brasil.