Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Criação de ‘zonas vermelhas’ causa revolta na Itália

Itália Lockdown
Criação de ‘zonas vermelhas’ causa revolta na Itália

A partir de sexta, moradores de quatro regiões não poderão sair de casa a não ser por motivos especiais

O governo da Itália dividiu o país em três áreas de risco e colocou um quarto da população nacional em lockdown, a partir desta sexta-feira (6).

A medida revoltou governadores de regiões definidas como “zonas vermelhas”, mas também incomodou aqueles que pediam medidas mais rígidas. 

“Os pedidos formulados pela região da Lombardia não foram sequer levados em consideração. Um tapa na cara da Lombardia e de todos os lombardos”, declarou o governador da região, Attilio Fontana, do partido de extrema-direita Liga, que faz oposição a Conte.

Já o governador do Piemonte, Alberto Cirio, que faz parte da coalizão liderada pela Liga, reclamou que não sabe por que sua região foi incluída nas “zonas vermelhas”. “Quero que alguém me explique a lógica dessa escolha, respeito o Estado, mas o Piemonte também merece respeito, bem como os piemonteses e as muitas empresas que talvez não reabram mais”, disse.

Contrário a uma nova quarentena de âmbito nacional, o primeiro-ministro Giuseppe Conte assinou um decreto que divide a Itália em áreas vermelhas, laranja e amarelas. As primeiras, onde a transmissão do vírus Sars-CoV-2 está descontrolada, contempla Lombardia, Piemonte e Vale de Aosta, no norte, e Calábria, no extremo-sul.   

A partir de sexta-feira (6), os moradores dessas quatro regiões não poderão sair de casa a não ser por comprovados motivos de trabalho, necessidade ou saúde.

Além disso, o comércio será fechado – com exceção de lojas de alimentos e gêneros básicos -, assim como restaurantes, que só poderão manter serviços de retirada e delivery.   

Número de casos

A Itália registou um recorde de 34.505 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, e 445 mortes, o número mais alto de óbitos em seis meses, indica o boletim oficial do Ministério da Saúde italiano.

Os 34.505 novos contágios marcam um novo recorde na crisena Itália, embora as autoridades italianas também estejam realizando mais testes do que nos meses anteriores, tendo, nas últimas 24 horas, sido efetuados 219 mil em todo o país.

Desde meados de fevereiro, altura em que foi detectado o primeiro caso do novo coronavírus, a Itália já contabilizou 824.879 casos confirmados de contágio e 40.192 mortes associadas à covid-19.

200

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Série

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Destaques do editor

Cotidiano

Refugiados ucranianos na Itália são alojados em propriedades confiscadas da máfia

Economia

Cavargna é a cidade com os rendimentos mais baixos de toda a Itália

Comer e beber

Intenção era fazer os clientes voltarem aos anos em que os seus pais e avós iam comprar gelados com lira

Comer e beber

Conheça receitas típicas de Páscoa na Itália, de norte a sul.

Cidadania Italiana

Funcionário público estava na folha de pagamento da assessoria, confirmou a polícia italiana

Destinos

O Carnaval tem uma variedade de celebrações ao redor do mundo, mas há uma festa inusitada que "pinta" uma cidade italiana

Cotidiano

Vários monumentos italianos passaram a noite desta quinta-feira (10) às escuras em forma de protesto contra o aumento do preço da energia. Deixa o...

Destinos

'Pequena Provença': conheça a vila no norte da Itália onde não se fala italiano. Uma joia para os turistas

Comer e beber

A garrafa de vinho mais preciosa do mundo foi feita na Itália: é um Amarone della Valpolicella, enfeitado com diamantes e rubis

Cotidiano

A Itália bateu nesta quinta-feira (6) um novo recorde de casos diários de Covid-19 e superou pela primeira vez a marca de 200 mil...

Cotidiano

Recorde absoluto de novos contágios pelo terceiro dia consecutivo com recorde de testes feitos; 156 mortos

Comer e beber

A nova classificação dos vinhos italianos mais pesquisados ​​na web: aqui está o Top 100