Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Una buona notizia!

Italiana volta à escola aos 90 anos: ‘Meus colegas são como meus netos’

Annunziata Murgia é a pessoa mais velha a frequentar aulas em sua classe noturna depois que a Segunda Guerra Mundial arruinou seus estudos

Italiana 90 anos
Italiana volta à escola aos 90 anos | Il Messaggero

Uma mulher italiana que perdeu a educação formal por causa da Segunda Guerra Mundial voltou à sala de aula aos 90 anos, em Dolianova, na Sardenha.

Annunziata Murgia é a pessoa mais velha de sua turma noturna a frequentar aulas para a licenza media, ou diploma do ensino médio, um exame normalmente feito por crianças no ensino médio aos 14 anos.

“Gosto de estudar, sempre gostei”, disse ela ao Il Messaggero. “Mas quando a guerra estourou tudo mudou para mim. Eu tive que ir trabalhar pois minha família lutava e eu tinha que fazer minha parte. Só quem tinha dinheiro podia estudar”, conta Annunziata.

Ela disse que aprendeu a costurar quando criança e se tornou costureira. Mas lia muitos livros, e por isso “estudava sozinha, sempre que podia”.

Suas paixões são história e música. “Sempre amei livros de história, até porque vivi boa parte da história escrita em livros – vi as consequências da primeira guerra mundial e vivi a segunda”.

Marina Pilia, professora de literatura da escola, descreveu Annunziata como uma aluna muito apaixonada e engajada.

“Apesar de ter algumas dificuldades de audição e não estar na melhor forma devido a uma queda, ela participa ativamente das aulas, principalmente de história”, disse Marina.

Annunziata Murgia: “Quando a guerra estourou, tudo mudou para mim. 
Eu tive que ir trabalhar, pois minha família lutava e eu tinha que fazer minha parte. Só quem tinha dinheiro podia estudar”

A escola atende principalmente adultos e aqueles com idade entre 16 e 20 anos que precisam refazer os exames escolares. A idade média dos alunos da turma de Annunziata é de mais de 40 anos, alguns dos quais também estão se preparando para o diploma do ensino médio.

“Muitas vezes são mulheres que recuperam os estudos depois de terem filhos, ou pessoas que nunca obtiveram o diploma e precisam dele para trabalhar, pois é o requisito mínimo de escolaridade”, disse Pilia.

A última pessoa da faixa etária de Annunziata a fazer o exame na escola foi uma mulher de 87 anos, em 2016.

Annunziata disse que seus professores são “fantásticos” e os colegas são “como meus netos”.

“Alguns me acompanham em casa à noite, quando está escuro”, acrescentou. E ela está pronta para o exame. “Vou dar tudo de mim.”

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

O ranking mostra o posicionamento, o número de famílias e o número de municípios em que os sobrenomes italianos estão espalhados.

Cotidiano

Prefeito perde batalha contra ítalo-brasileiros: A lei falou mais alto. Parece que o jogo virou, não é mesmo, senhor prefeito?

Destaque do Editor

A transmissão da cidadania italiana jure sanguinis pode ser comprovada por qualquer meio, diz a Corte de Cassação da Itália

Cidadania Italiana

Ao contratar um advogado para processo de cidadania italiana, opte por um que mantenha representante no Brasil.

Cidadania Italiana

Cidadania italiana irregular: 92 cidades da província de Nápoles entram em investigação.

Cidadania Italiana

Silmara Fabotti, líder de esquema de cidadania italiana falsa, planejava fugir da Itália, relata juiz.

Cidadania Italiana

Descaso com o Codice Fiscale: Conselheiro do CGIE denuncia "Gaming the System" nos consulados.

Cidadania Italiana

A crescente diáspora italiana: Migração em massa em busca de melhores oportunidades e realização pessoal.

Cidadania Italiana

Passaporte em todo lugar: A partir de julho, correios italianos facilitam renovação e emissão

Itália no Brasil

Um voo histórico de solidariedade: A ajuda humanitária da Itália ao Rio Grande do Sul.

Itália no Brasil

Aviso por correio convoca os eleitores para participarem das eleições do Parlamento Europeu de 2024.

Cidadania Italiana

Investigação revela esquema de corrupção envolvendo falsos certificados de residência em troca de dinheiro e favores sexuais.