Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Comer e beber

Estudo diz que azeite de oliva italiano pode prevenir câncer de intestino

Produzido na região da Apúlia, azeite é capaz de regular a proliferação de células cancerígenas 

O azeite de oliva não pode faltar na cozinha típica italiana. Ele vai bem em saladas, com pães ou em pratos quentes. Um velho conhecido conhecido pelos seus benefícios, como na proteção do coração, no alivio das dores crônicas, no tratamento da pele, entres outras vantagens. Agora, ele dá provas de ser capaz de outra façanha: prevenir o câncer de intestino.

Na Universidade de Bari, na Itália, diante dos olhos dos cientistas, ficou provado que o azeite extra virgem produzido na região de Apúlia, no extremo sul da país, é mais rico em ácido oléico que em outros lugares. O ácido oleico, um dos ômega 9, tem papel importante no nosso metabolismo, desempenhando um papel fundamental na síntese dos hormônios.

Professor Antonio Moschetta: pesquisa será publicada em revista científica internacional. Foto: PugliaReporter

Sob o comando de Antonio Moschetta, juntamente com sua equipe, o estudo levou cinco anos. “Nosso azeite extra virgem é rico em ácido oleico, uma substância capaz de regular a proliferação de células”, disse o professor.

Segundo ele, uma colher (das de sopa) de azeite virgem da região no almoço e outra no jantar é suficiente para melhorar as defesas do organismo e impedir o câncer no cólon. 

A descoberta será publicada na Gastroenterology, destacada revista científica internacional.

Desde 2016, o Italianismo entrega conteúdo de qualidade e gratuito para a comunidade italiana, em língua portuguesa. Se você gostou do artigo que acabou de ler, deixe o seu "like" no botão abaixo. Isso nos motiva a continuar produzindo notícias sobre a nossa Itália.

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Publicidade

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Destaques do editor

Cotidiano

Cooperação bilateral é discutida em reunião entre representantes do consulado e governo paulista.

Comer e beber

De origem siciliana e pugliesa, Valastro é um exemplo do estilo italiano no mundo

Estudar na Itália

Dados são da 20ª edição do ranking de universidades QS World, um dos mais respeitados do mundo.

Cotidiano

Análise da Agenas revela o desempenho de hospitais públicos na Itália e destaca os melhores resultados.

Comer e beber

Azeite produzido na Sicília é eleito o melhor do mundo em concurso nos EUA.

Comer e beber

Importações de alimentos e bebidas italianas para o Brasil aumentam em 2022 e no primeiro trimestre de 2023.

Comer e beber

Estudo contou com a colaboração dos italianos das universidades de Milão, Reggio Calábria e Palermo.

Estudar na Itália

Universidade Luiss Guido Carli, de Roma, criou bolsas de estudo voltadas a ítalo-brasileiros.

História

Estudo aponta que artista pode ter sofrido com a doença de Horton, também conhecida como arterite de células gigantes.

Estudar na Itália

A LUISS, uma das mais prestigiadas universidades italianas, chega ao Brasil e à Argentina com seu plano de internacionalização.

Cotidiano

Governo cubano destina 70% dos rendimentos dos médicos no exterior para financiar o regime comunista.

Una buona notizia!

Método usou novas tecnologias de sequenciamento de DNA.