Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Estilo de vida

É falso que autópsia na Itália mostra que Covid-19 não é a principal causa de morte

Boato diz que em Bergamo, apenas 1 a cada 10 mortes tem relação direta com a Covid-19

fake news bergamo italia
Boato diz que em Bergamo, apenas 1 a cada 10 mortes tem relação direta com a Covid-19

Boato diz que em Bergamo apenas 1 a cada 10 mortes tem relação direta com a Covid-19

É falsa a corrente que circula na internet sobre conclusão médica a partir de autópsias feitas na Itália de que a Covid-19 não mata por pneumonia. Também são incorretas as informações de que a doença, ainda que em seu estágio inicial, deve ser tratada em casa, com antibióticos, anti-inflamatórios e anticoagulantes.

A mensagem que viralizou indica que médicos italianos teriam descoberto a partir dos exames cadavéricos – 50 autópsias – que as vítimas do coronavírus morreram em decorrência de problemas circulatórios, e não por complicações respiratórias, como se pensava.

Autoridades de saúde como a OMS (Organização Mundial da Saúde) e o Ministério da Saúde do Brasil, entretanto, classificam a Covid-19 como uma doença infecciosa que pode apresentar quadros graves respiratórios.

LEIA TAMBÉM

90% dos italianos que estavam no Exterior já retornaram

Conheça os 1000 sobrenomes italianos mais comuns

‘Nonnas’ italianas explicam como fazer o melhor molho para massas

Segundo “notícia” que circula nas redes sociais, o principal motivo, de acordo com a publicação, é embolia venosa decorrente do processo de produção de anticorpos, e não por embolia pulmonar como as autoridades estão atestando.

Ainda de acordo com a publicação, apenas 1 a cada 10 mortes teria relação direta com a Covid-19.

A mesma mensagem ainda indica que antibióticos e anti-inflamatórios têm efeitos positivos se administrados no estágio inicial. Segundo a fake news, a solução seria a hidroxicloroquina, azitromicina, zinco e outros “aliados” para tratar a inflamação. Novamente, informação sem comprovação científica.

Leia o que circula na internet:

Boato diz que em Bergamo, apenas 1 a cada 10 mortes tem relação direta com a Covid-19

“…Enquanto isso o Genocídio continua! Autópsia de 50 pacientes na Itália comprova que de cada 10 mortes apenas 1 morreu por causas direitas do Covid-19 …os demais haviam morrido por complicações de embolia venosa pela inflamação causada da reação do organismo no processo de produção de anticorpos e não por embolia pulmonar como estão nos fazendo acreditar… enquanto comercializam Respiradores e cometem esse Genocídio Global. Logo, se a inflamação no sangue for tratada no início com antivirais, como a Hidroxicloroquina, Azitromicina, zinco e outros aliados… os pacientes não precisariam de respiradores e poderiam ser tratados em suas casas… como a Itália passa fazer agora! REFERÊNCIA…” (sic).

Além de fake news, a história é criminosa ao citar a falta de necessidade de respiradores e minimizar a Covid-19, e com isso traz consequências gravíssimas para a população.

Resultados clínicos preliminares 

Complicações também podem gerar tromboses em pacientes com a Covid-19, mas ainda não houve mudança nos protocolos e tratamentos médico. No início do mês, resultados clínicos preliminares obtidos no Hospital Sírio-Libanês mostraram que frear a coagulação que ocorre junto com a hiperinflamação causada pela Covid-19 pode ajudar a evitar mortes pela doença.

O experimento no hospital consistia em aumentar, aos poucos, doses de anticoagulantes em pacientes internados com coronavírus em estado grave. Mas ainda não existe comprovação da eficácia do método, tão pouco do uso de anticoagulantes para o estágio inicial da doença.

O que se tem, por enquanto, é que o remdesivir se tornou na quarta-feira (29) o primeiro remédio a ser anunciado pelo governo americano como capaz de melhorar a situação dos doentes de Covid-19.

Um estudo teria mostrado que o antiviral reduziu o tempo mediano de recuperação dos doentes de 15 para 11 dias. “Recuperação”, no caso, quer dizer alta do hospital e volta às atividades normais.

Com informações da agência Folha

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

O ranking mostra o posicionamento, o número de famílias e o número de municípios em que os sobrenomes italianos estão espalhados.

Cotidiano

Prefeito perde batalha contra ítalo-brasileiros: A lei falou mais alto. Parece que o jogo virou, não é mesmo, senhor prefeito?

Destaque do Editor

A transmissão da cidadania italiana jure sanguinis pode ser comprovada por qualquer meio, diz a Corte de Cassação da Itália

Cidadania Italiana

Ao contratar um advogado para processo de cidadania italiana, opte por um que mantenha representante no Brasil.

Cidadania Italiana

Cidadania italiana irregular: 92 cidades da província de Nápoles entram em investigação.

Cidadania Italiana

Silmara Fabotti, líder de esquema de cidadania italiana falsa, planejava fugir da Itália, relata juiz.

Cidadania Italiana

Descaso com o Codice Fiscale: Conselheiro do CGIE denuncia "Gaming the System" nos consulados.

Cidadania Italiana

Passaporte em todo lugar: A partir de julho, correios italianos facilitam renovação e emissão

Cidadania Italiana

A crescente diáspora italiana: Migração em massa em busca de melhores oportunidades e realização pessoal.

Itália no Brasil

Um voo histórico de solidariedade: A ajuda humanitária da Itália ao Rio Grande do Sul.

Itália no Brasil

Aviso por correio convoca os eleitores para participarem das eleições do Parlamento Europeu de 2024.

Cidadania Italiana

Investigação revela esquema de corrupção envolvendo falsos certificados de residência em troca de dinheiro e favores sexuais.