Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Comer e beber

Conheça 25 doces de Natal típicos da Itália

doces natal Itália
Doces de Natal típicos da Itália

Conhecida por sua rica gastronomia, a Itália tem uma variedade incrível de doces típicos de Natal.

Ação Contra as filasAção Contra as filas

Zeppole, pandoro, pandolce, struffoli… Separamos 25 doces de Norte ao Sul da Itália. Mas a lista é bem maior.

Saborosas preparações caseiras, artesanais e industriais, que acompanham as festas de Natal com seus sabores, e dos quais na Itália há uma ampla gama em todas as regiões. 

Pan di Sapa

Image 1 of 25

A Pan di sapa é um dos doces mais tradicionais da Sardenha. Em Cagliari é produzido principalmente nas festas de "Tutti i morti", mas é preparado também para o Natal. Cada canto da Sardenha tem a sua maneira de preparar a Pan di sapa. Na Apúlia é conhecido como "vincotto".

22 doces de Natal típicos da Itália

Pandoro

O “Pandoro” é um bolo italiano, que é comido como sobremesa, especialmente depois do jantar de Natal. Vem de “Pan d’Oro”, ou pão de ouro. Pandoro já foi descrito no século XVIII. O bolo foi encontrado nos círculos superiores de Veneza. Um século depois, tornou-se a especialidade de Verona, onde a receita foi refinada. 

Tronchetto

No Piemonte, não pode faltar o “tronchetto di Natale”, doce nascido de uma antiga lenda, na qual a lenha de madeira deveria queimar lentamente na chaminé para trazer sorte. Os ingredientes são creme de castanhas e chocolate, unidos por ovo, manteiga, queijo mascarpone e chantily. 

Crescenzin

Crescenzin é uma variante do pão preto de Coimo, em Val Vighezzo. No passado era preparado apenas duas vezes por ano e normalmente no Natal como um presente trazido por Jesus. É feito com nozes, figos e passas.

Spongata

Na Emília-Romanha, o destaque é dado à “spongata”, torta natalina assada na manteiga, que prevê ainda mel, temperos, frutas secas, cristalizadas, ou cozidas na geleia.   

Canarico, cannariculi ou turdilli

Conhecido no Brasil por “canarico”, o cannariculi (ou cannaricoli), é um doce natalino típica da tradição culinária calabresa. Dependendo da região da Itália, eles também são chamados de turdilli. Os ingredientes principais são: farinha de trigo, vinho, óleo, canela e cravo em pó, fermento, açúcar e mel.

Pandolce

O pandolce genovês ou simplesmente pandolce é um produto típico, especialmente da Liguria. A tradição antiga diz que deve ser trazido à mesa pelo mais novo da casa, servido com um ramo de louro no meio, um símbolo de sorte e bem-estar.

Panpepato

Panpepato ou pampepato é um bolo redondo e doce típico da Província de Ferrara, Siena, Província de Terni, Sabina e Valle Latina. Panpepato é um tipo de panforte.

Panforte

Panforte é um típico doce de Natal italiano, que contém amêndoas, avelãs e frutas cristalizadas, além da cobertura polvilhada com açúcar de confeiteiro, cujas origens são muito antigas: os primeiros registros escritos datam do século XI. Naquela época chamava-se pane natalizio, pane aromatico ou pan pepatus.

Parrozzo

Parrozzo ou pan rozzo é um bolo tradicional da região de Abruzzo, na Itália. É tradicionalmente servido como uma sobremesa de Natal, mas também é apreciado durante todo o ano. Parrozzo é oficialmente designado como um produto alimentar tradicional de Abruzzo.

Micooula

Já no Vale d’Osta, o pão doce típico das festividades é a “micooula”, preparada com trigo e centeio, além de castanhas, figos secos e uva-passa.   

Caggiunitti

Caggiunitti são deliciosos doces fritos, semelhantes aos raviólis, tradicionalmente comidos na véspera de Natal, mas que na verdade acompanham todo o período de Natal. É típico do Abruzzo, e em seu recheio leva mel, castanhas, chocolate amargo, grão de bico, rum e canela.

Frustingo

Frustingo ou frostengo é um doce de Natal da região de Marche. e é feito com frutas secas e figos.

Pangiallo romano

pangiallo romano é uma sobremesa típica das festas de origem antiga, que remonta à Roma imperial. É comum ser preparado no dia do solstício de inverno como um bom presságio para o retorno de longos dias de sol, uma forma que lembra um pouco esta sobremesa. É comum na Umbria, na Toscana e em geral em todo o centro da Itália.

Subiachini

No início dos anos 1900, esses biscoitos começaram a ser feitos na aldeia de Subiaco, inicialmente reservada para uma classe média-alta, mas que, a partir do pós-guerra, se espalhou até entre os mais pobres. Os Subiachini são caracterizados por diferentes formas: pomba, losango, elípticos e recentemente também alongados e são feitos com ingredientes simples. 

Zeppole

A zeppola ou zeppoli no plural, bolo de São José, sfinge ou Bignè di S. Giuseppe, é um pastel de massa folha típico das regiões de Roma e Nápoles. Também servido na Sicília, o doce é um clássico da cozinha italiana.

Susamielli

Susamielli são biscoitos napolitanos típicos da época do Natal em Nápoles, mas que é encontrado em toda a Itália. Feito na forma de “S”, o doce é preparado com gergelim e mel e o nome deriva da união desses dois ingredientes. São também conhecidas pelo nome de sapienze porque no século XVII as Clarissas do Convento de Santa Maria della Sapienza especializavam-se na preparação destes doces. 

Mostaccioli

Mustacciuoli é uma massa tradicional de Nápoles, geralmente servida na época do Natal. O Mustaccioli assume a forma de um paralelogramo e consiste em um interior macio, temperado e em forma de bolo, coberto de chocolate

Struffoli

Struffoli são bolinhas de massa doce, fritas e depois mergulhadas no mel e decoradas com granulados coloridos e frutas cristalizadas. É tradição napolitana para o natal.

Roccocò

Roccocò é uma sobremesa típica napolitana. É feito com amêndoas, frutas cítricas e muitos temperos (pisto) que lhe conferem um sabor único. É um biscoito bastante duro, mas pode ser amaciado mergulhando-o em espumante ou limoncello.

Cicirata

A cicirata , ou cicirchiata, é uma sobremesa típica da Calábria e da Basilicata, preparada para as festas de Natal. É muito parecido com o struffoli.

Cartellate

O Cartellate é um típico doce de Natal da Puglia, feito de massa com farinha, azeite e vinho branco. Sua fitas recortadas, de massa muito fina, são fechadas em forma de rosas ou coroas que lembram, para o imaginário popular, a coroa de espinho de Jesus Cristo. Fritos, podem ser servidos com vincotto ou com mel derramado e, por fim, decorados com amêndoas açucaradas e frutos secos.

Pan di sapa

A Pan di sapa é um dos doces mais tradicionais da Sardenha. Em Cagliari é produzido principalmente nas festas de “Tutti i morti”, mas é preparado também para o Natal. Cada canto da Sardenha tem a sua maneira de preparar a Pan di sapa. Na Apúlia é conhecido como “vincotto”.

Buccellato

Buccellato ou cucciddatu é um doce tradicional da Sicília. É um doce com uma massa com crosta fina. É decorado de várias maneiras e recheado com figos secos, passas, amêndoa, casca de laranja e outros ingredientes, que variam conforme o local onde for preparado.

Feito no forno, o buccellato conserva-se durante muito tempo, estando presente nas mesas sicilianas durante todo o período natalício.

Torrone

O torrone é um doce italiano típico principalmente de Natal. Feito de clara de ovo, mel e açúcar, é recheado com amêndoas, nozes, amendoins ou avelãs torradas. Alguns são cobertos com chocolate.

Cubaita

A Cubaita, ou cubbaita, é uma receita que deriva do árabe “quibbiat” que significa “amêndoa”.

É um torrone feito de amêndoa, gergelim e mel. E é uma sobremesa popular em toda a Sicília, mesmo que preparem tipos diferentes. No entanto, os mais conhecidos são os preparados com gergelim e amêndoas picadas. Uma variante mais conhecida é a “giggiulena”, em que as amêndoas crocantes são cobertas com sementes de gergelim e mel. 

Conhece outro doce italiano típico de Natal? Comente abaixo.

200

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Série

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Destaques do editor

Comer e beber

Conheça receitas típicas de Páscoa na Itália, de norte a sul.

Vida & Estilo

De um povo de “inventores, poetas e navegadores” à pátria da gastronomia e suas especialidades. Deixa o seu comentário:

Comer e beber

O ranking dos 100 melhores chefs do mundo conta com 11 italianos presentes no ranking. Em 2019 eram 9

Cotidiano

O jornal britânico Financial Times compartilhou uma lista dos 50 melhores empórios gastronômicos do mundo. Neste ranking, 7 endereços estão na Itália

Comer e beber

O mundo inteiro comemora no dia 6 de abril o Carbonara Day.

Comer e beber

Existem quase 40 receitas diferentes de caponata só na área do Mediterrâneo.

Cotidiano

A apresentadora Ana Maria Braga ensinou no “Mais Você”, da TV Globo, nesta quinta-feira (17), a receita do doce italiano “semifredo”. Deixa o seu...

Receitas

O mais famoso e amado em todo o mundo é o pesto genovês. Veja como fazer Deixa o seu comentário:

Comer e beber

Drink preparado com xarope de frutas e água gaseificada é uma invenção ítalo-americana Deixa o seu comentário:

Comer e beber

No norte da Itália, o risotto de açafrão é definitivamente o mais popular e preferido pelos jovens e gourmets. Deixa o seu comentário:

Comer e beber

100 degustadores vão avaliar 200 tiramisù em dois dias. Evento acontece no final de outubro em Treviso Deixa o seu comentário:

Comer e beber

Edição especial com embalagens colecionáveis será lançada no dia 12 de outubro Deixa o seu comentário: