Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Esporte

12% dos atletas olímpicos da Itália são ítalo-descendentes

A Itália terá atletas nascidos em outras nações em 13 modalidades ao longo das Olimpíadas de Tóquio

atletas olímpicos da Itália
12% dos atletas olímpicos da Itália são ítalo-descendentes

A delegação enviada pela Itália para os Jogos Olímpicos de Tóquio é formada por 384 atletas, sendo que 46 deles, 12% do total, nasceram no exterior.   

A lista de “oriundi”, termo utilizado para designar pessoas nascidas no exterior de ascendência italiana, que vão disputar as Olimpíadas sob a bandeira tricolor é liderada pelos Estados Unidos.

No total, 10 esportistas nascidos em solo norte-americano vão defender a nação europeia em Tóquio, com destaque para o softbol feminino, que possui seis jogadoras.   

Pietro Figlioli, capitão da equipe de polo aquático, é o unico ítalo-brasileiro na delegação Azurra em Tóquio

Na modalidade, que começou nesta quarta-feira (21), a Itália perdeu para os Estados Unidos por 2 a 0. Na segunda rodada da fase de grupos, a Azzurra irá encarar a Austrália.  

A Itália também tem nas Olimpíadas quatro competidores nascidos em Cuba, com dois representantes no wrestling, um no vôlei e outra no atletismo. O top 3 é fechado pelos três dominicanos que defenderão a Azzurra em Tóquio, todos no atletismo.   

A delegação italiana ainda conta com atletas nascidos na Alemanha (dois), Hungria (dois), Tunísia (dois), Marrocos (dois) e Brasil (um). O único brasileiro é Pietro Figlioli, capitão da equipe de polo aquático, e que irá disputar sua quinta Olimpíada, mas a terceira pela Azzurra.   

No geral, a delegação italiana será composta por “oriundi” de 28 países diferentes e de todos os continentes, sendo 18 das Américas do Norte e Central, 13 da Europa, 10 da África, três da América do Sul, um da Ásia e um da Oceania.   

Já entre as modalidades, a equipe italiana de atletismo está na ponta da tabela, com 20 “oriundi” representando a nação europeia. Na sequência, aparecem o softbol, que possui seis competidores, e o vôlei, que tem quatro. Os três esportes são seguidos por wrestling (dois), polo aquático (dois), vôlei de praia (dois), saltos ornamentais (dois) e ginástica olímpica (dois).   

A Itália terá atletas nascidos em outras nações em 13 modalidades ao longo das Olimpíadas de Tóquio. A cerimônia de abertura do megaevento será na próxima sexta-feira (23), a partir das 8h (Brasília). (ANSA). 

Leia também

E aí, gostou do artigo? Então compartilhe nas suas redes sociais e traga seus amigos, colegas e seguidores para a discussão. Em caso de dúvidas a respeito do assunto, não hesite em deixar seu comentário.

Deixa o seu comentário:

Mais de Italianismo

Cotidiano

Oxynotus Centrina habita a até 700 metros de profundidade, e foi encontrado por marinheiros na ilha de Elba

Esporte

Favorita contra a Suíça, a Itália ainda não perdeu em 4 jogos e soma 10 pontos.

Cotidiano

Europa se divide mais uma vez na ajuda a refugiados. Alguns países fecharam as fronteiras ao sofrimento afegão

Cotidiano

Autoridades buscam alternativas para estimular o público. Principalmente os Antivax

Cotidiano

A capital Roma, no centro da península, pode registrar até 38ºC ao longo da semana.   

Cotidiano

No Japão, a Itália fica em 10º no parâmetro de ouro conquistado e 7º no número total de medalhas

Cotidiano

As Olimpíadas de Tóquio já marcam a melhor colocação do esporte italiano nos últimos 20 anos

Esporte

País tem 28 pódios confirmados e mais um já encaminhado

Esporte

Dell'Aquila, de 20 anos, ganha o primeiro ouro italiano em Tóquio 2020, batendo seu rival Jendoubi na final da categoria até 58 kg

Cotidiano

Itália tem menor número de mortes por Covid em quase 11 meses

Cotidiano

O certificado emitido para aqueles que já tiveram uma dose dupla ou estão curados

Cotidiano

A Itália, campeã da Eurocopa, retornou a Roma. Hoje, espera-se que os Azzurri se encontrem com Mattarella e Draghi