Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Comer e beber

10 receitas típicas de Páscoa na Itália

Conheça receitas típicas de Páscoa na Itália, de norte a sul.

Chega a Páscoa e a pergunta é sempre a mesma: quais as receitas típicas de Páscoa na Itália?

Pasta feita em casa, verduras e legumes da estação, tortas salgadas, frios e queijos, ovos cozidos e, claro, cordeiro: são os alimentos que caracterizam o almoço do Domingo de Páscoa na Itália

Um dia de festa que – apesar do famoso ditado “Páscoa com quem quiser” (Pasqua con chi vuoi) – a maioria dos italianos prefere passar com a família ou entes queridos, à volta da mesa posta com pratos e decorações que remetem às cores da primavera.

Mas quais são os pratos que, segundo a tradição, não podem faltar na festa da Páscoa? Aqui estão os 10 mais populares de norte a sul da Península.

Agnello / Cordeiro

Cordeiro

Em toda a Itália, o prato principal do almoço de Páscoa é o cordeiro, preparado de diferentes maneiras dependendo da região: assado com batatas no Piemonte, Friuli Venezia Giulia, Vêneto e Campânia, com alecrim e cebola na Sicília, com “queijo e ovos” em Molise e Abruzzo e com cardoncelli – uma verdura silvestre de forma delgada e alongada, que cresce espontaneamente na primavera – na Basilicata.

Seu consumo está ligado tanto à Páscoa judaica – antes do êxodo do Egito, conforme prescrito por Deus a Moisés, o povo de Israel sacrificou um cordeiro e o comeu assado, junto com ervas amargas e pão sem fermento – para lembrar o sacrifício de Cristo na cruz.

Pasta caseira

Pasta caseira

São inúmeras as regiões onde, na Páscoa, não pode faltar um saboroso prato de massa caseira, com a clássica sfoglia all’uovo (folha de massa com ovo fresco), ou simplesmente com água e farinha, segundo a tradição local. 

A nossa Itália apresenta uma grande variedade de formas e recheios: assim, nas mesas piemontesas dominam os agnolotti recheados com carne temperada com manteiga e sálvia, nos emilianos a lasanha verde com bechamel e molho à bolonhesa, na Puglia o orecchiette com alcachofras e amêndoas, na Sardenha, o “pillus” – semelhante ao tagliolini – cozido em caldo de carne ou ovelha.

Ovos

Ovos

Até alguns anos atrás, na manhã de Páscoa, era comum levar ovos cozidos para a igreja para abençoá-los e depois comê-los durante o almoço. 

Embora esse costume exista hoje apenas em alguns pequenos vilarejos, os ovos cozidos continuam sendo um dos alimentos mais representativos da Páscoa na Península, acompanhados de carnes curadas.

Associado à vida desde os tempos antigos – tanto que egípcios, fenícios e persas, na primavera, trocavam ovos para celebrar o renascimento da natureza –, com o cristianismo o ovo passa a ser símbolo do sepulcro vazio após a Ressurreição.

Casatiello

Casatiello

Em Nápoles, cada bairro – ou melhor, cada família – guarda zelosamente sua própria receita. 

O casatiello ou tortano é um bolo rústico recheado com todos os tipos de “coisas boas” (bacon, salame, ovos cozidos e provolone doce ou semi-apimentado, dependendo do seu gosto). 

Comido tradicionalmente na noite do Sábado de Aleluia, fica muito mole durante vários dias graças à presença de banha na massa.

Torta Pasqualina

Torta Pasqualina

Inventada em Génova no século XV, é uma saborosa torta composta por 33 folhas – segundo as receitas mais antigas – em memória dos anos de Cristo.

Uma das receitas típicas de Páscoa na Itália, ela é recheada com beterraba ou alcachofra, prescinseua Ligure (uma coalhada fresca com sabor azedo), ovos e manjerona.

Torta de queijo

Torta de queijo

Massa constituída por farinha, ovos, pecorino ralado e parmesão, fermento de cerveja, azeite ou banha, um pouco de leite, sal e pimenta, com uma forma característica que lembra um panetone de Natal. 

O bolo de queijo da Úmbria é consumido no clássico café da manhã de Páscoa, acompanhado de frios, queijos e ovos cozidos. 

Também pertence à tradição gastronômica da região de Marche, onde é chamada de “crescia“.

Impanata Ragusana

Impanata Ragusana

Presente na gastronomia siciliana desde os tempos do domínio espanhol, é uma focaccia constituída por folhas que podem ser recheadas de várias formas, mas que na Páscoa são recheadas com carne de cordeiro ou cabrito, cozida com vinho tinto e molho de tomate.

Legumes e favas

Legumes e favas

Na primavera, a Itália oferece uma variedade extraordinária de produtos da terra, muitas vezes comidos no almoço de Páscoa como acompanhamento de carne. 

Na Calábria e na Sardenha, por exemplo, o cordeiro é servido com batatas, ou com alcachofras; na Apúlia encontramos cardoncelli, cozido, frito em azeite e alho e temperado com tomate cereja, uma pitada de pecorino ralado e ovos batidos.  

A fava fresca também é obrigatória em Roma e em todo o sul da Itália, acompanhando pecorino, salame e panceta.

Brasato al Barolo / Assado no Barolo

Assado no Barolo

O Piemonte é talvez a única região italiana onde o segundo prato da Páscoa não é cordeiro, mas uma carne assada com vinho Barolo.

É um guisado feito com carne da raça Fassone, criado na área montanhosa de Langhe, marinado por pelo menos meio dia no precioso vinho tinto – juntos com aipo, cenoura, cebola, bagas de zimbro, cravo e canela – e cozido no mesmo líquido por duas horas em fogo muito baixo. 

As ervas aromáticas são então misturadas e adicionadas novamente à carne, que deve cozinhar por mais meia hora e então pode ser servida, geralmente com purê de batata ou polenta.

Affettati / Fatiado

Affettato misto

Soppressata, salame, capocollo, presunto cru, lombo de porco, pancetta e porchetta: carnes curadas, orgulho da culinária italiana no exterior, são outro elemento essencial do almoço de Páscoa – ou café da manhã na Itália Central – servido como aperitivo com ovos cozidos. 

Na Campânia, a “tábua de frios” chama-se “fellata” e inclui também a ricota salgada, um tipo particular de ricota, seca e de sabor forte, muito difundida nas regiões meridionais.

Estas são as 10 receitas típicas de Páscoa na Itália, mas existem muitas outras dependendo da região.

Leia também

Pasquetta: por que a Itália festeja a segunda-feira pós páscoa

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

A cidadania italiana pode abrir portas em diversas situações, como a facilidade em trabalhar e estudar no Exterior

Cotidiano

CNH brasileira volta a valer na Itália: novo acordo facilita vida de milhares pessoas

Cotidiano

Brasileiros residentes no país europeu há menos de seis anos podem solicitar habilitação italiana sem necessidade de novos exames

Cotidiano

Imperia ocupa 1ª posição de ranking elaborado pelo iLMeteo.it

Esporte

O ítalo-brasileiro assumiu o cargo de técnico da Juventus, firmando um contrato de três temporadas, válido até meados de 2027.

Gastronomia

Referência da gastronomia, TasteAtlas partilha os seus rankings com base na experiência do consumidor.

Variedades

Agente de Registro Civil e intermediador são suspeitos

Gastronomia

'Espaguete da meia-noite' é tradição após shows ou festas.

Cultura

Evento reúne o melhor da produção contemporânea do país europeu.

Turismo

Iniciativa é feita no aniversário dos 150 anos da imigração.

Tecnologia

Ferramenta pode responder perguntas sobre vida e obra do poeta.

Variedades

Mostra e degustação contam história da iguaria desde as origens.