Siga-nos

Olá, o que você está buscando?

Cotidiano

Zero morte por coronavírus em 7 regiões da Itália nas últimas 24h

14 das 20 regiões da Itália somaram, juntas, 15 mortes nas últimas 24 horas

14 das 20 regiões da Itália somaram, juntas, 15 mortes nas últimas 24 horas

As regiões da Sicilia, Sardenha, Puglia, Molise, Basilicata, Calábria e Umbria não registraram nenhuma morte por covid-19 nas últimas 24 horas. Os dados são da Defesa Cilvil italiana e divulgadas nesta sexta-feira (15).

Valle d’Aosta e Friul-Veneza Júlia tiveram, cada, uma morte causada pelo novo coronavírus, enquanto que as regiões da Campânia e Abruzos registraram 2 mortes, cada, de quinta para esta sexta-feira. Marche, Toscana e Trentino-Alto Ádige somaram 3 óbitos, cada.

Juntas, as 14 regiões registraram 15 mortes, de um total de 242 em toda a Itália. O país tem 20 regiões administrativas.

LEIA TAMBÉM

Por que o coronavírus arrasou o Norte da Itália e poupou o Sul?

Jornal inglês lista 20 belos motivos para voltar à Itália após a pandemia

Cicloturismo pode ajudar na recuperação do turismo na Itália

Por outro lado, a Lombardia, no Norte, acompanha o número de mortes aumentar nos últimos dias. Foram 115 nas últimas 24 horas. Nos dias anteriores foram 111 (ontem), 69 (quarta-feira) e 62 (terça-feira).

Veja os números nas demais regiões: Emilia-Romanha (13), Lazio (9), Liguria (7), Vêneto (19) e Piemonte (64).

Ao todo, desde que a pandemia veio à tona em 21 de fevereiro, a Itália soma 31.610 óbitos causados pela epidemia de Covid-19 .

Segundo a Defesa Civil, 1,859 milhão de pessoas já fizeram exames do vírus.

A quantidade de casos confirmados chega a 223.885, sendo a quinta maior do mundo, atrás de EUA, Espanha, Reino Unido e Rússia.

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Facebook

Leia também:

Cotidiano

Número é o menor desde o início da pandemia no país Deixa o seu comentário:

Destinos

Bloco lista 14 países que terão entrada permitida após 1º de julho. Brasil, EUA, Rússia e Turquia estão fora Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Sul baixa a guarda por causa do menor impacto na população. A volta do turismo pode alterar a situação Deixa o seu comentário:

Destinos

Apesar da ideia ser inusitada, ela não não é nova. Implantação da lona térmica começou em 2008 Deixa o seu comentário: