Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Vacina italiana cria anticorpos em 93% dos casos com uma dose

Vacina italiana contra a covid-19 em desenvolvimento cria anticorpos em 93% dos casos com uma dose

vacina italiana
Vacina italiana cria anticorpos em 93% dos casos com uma dose

A empresa de biotecnologia italiana ReiThera informou nesta semana que passou que a sua vacina contra o coronavírus em desenvolvimento gerou num teste clínico uma resposta de anticorpos em 93% dos voluntários após a primeira dose e em 99% após a segunda.

Segundo explicou a empresa em comunicado, “as respostas de anticorpos (seroconversão) contra a proteína ‘spike’ SARS-CoV-2 foram conseguidas em mais de 93% dos voluntários três semanas após a primeira dose, atingindo 99% após a segunda dose”.

Cinco semanas após a primeira vacinação, o nível de anticorpos era comparável ao de uma pessoa a recuperar da infeção por covid-19, acrescentou.

Como tal, os conselhos consultivos independentes que monitorizam os resultados destes testes recomendaram a passagem à fase seguinte, que será a terceira, de acordo com a publicação.

O estudo foi realizado em 24 centros clínicos em Itália, com 917 voluntários com mais de 18 anos, e 25% das pessoas tinham mais de 65 anos e/ou condições associadas a um risco acrescido de doença grave em caso de infeção por SARS-CoV2.

Os voluntários foram distribuídos aleatoriamente em três grupos e, com base nisso, receberam uma única dose da vacina seguida de uma dose de placebo; duas doses de vacina; ou duas doses de placebo, todas com um intervalo de três semanas entre as duas administrações.

A empresa italiana afirmou que “a vacina foi bem tolerada na primeira fase e ainda melhor na segunda” e que os efeitos secundários foram na sua maioria “suaves ou moderados e de curta duração”, apenas “dor no local da injeção, fadiga, dores musculares e dores de cabeça”, ressaltando que “não se verificaram incidentes adversos graves”.

O governo do Espírito Santo trabalha para firmar uma parceria para que uma parte da fase 3 de testes do composto italiano seja realizada em território capixaba. Estudo prevê a realização de testes da vacina em 30 mil pessoas no estado.

E aí, gostou do artigo? Então compartilhe nas suas redes sociais e traga seus amigos, colegas e seguidores para a discussão. Em caso de dúvidas a respeito do assunto, não hesite em deixar seu comentário.

Deixa o seu comentário:

Mais de Italianismo

Cotidiano

Poderão entrar no país europeu os turistas que receberam os imunizantes da Janssen, AstraZeneca, Moderna e Pfizer.

Cotidiano

Medida pode beneficiar milhares de cidadãos italianos residentes no Brasil, e que receberam a Coronavac

Cotidiano

Autoridades buscam alternativas para estimular o público. Principalmente os Antivax

Cotidiano

Lazio ficou sem acesso ao portal de saúde e à rede de vacinação local; autoridades dizem que ataque pode atrasar imunização

Cotidiano

Itália criou um "Passe verde" para locais fechados, que entra em vigor a partir de 6 de agosto

Cotidiano

98,8% das mortes desde fevereiro não haviam concluído o ciclo de vacinação

Cotidiano

Matteo Salvini, tomou um imunizante contra a Covid-19 nesta sexta-feira (23), em Milão

Cotidiano

A declaração se deu durante coletiva de imprensa em Bruxelas, na Bélgica, depois de dois dias de reuniões entre os líderes da União Europeia

Cotidiano

País vacinou ao menos parcialmente mais da metade da população e quase 30% das pessoas já concluíram ciclo de imunização

Cotidiano

Os dados foram contabilizados até 7 de junho, quando 38.178.684 doses haviam sido administradas no país.

Cotidiano

A partir desta quinta-feira (3), todos os italianos elegíveis poderão fazer o agendamento da vacinação anti-Covid. Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Em carta, Doria pede que Comunidade Econômica Europeia aceite vacinados com CoronaVac.