Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cidadania Italiana

Quantas pessoas obtêm cidadania italiana a cada ano?

Veja quantas outras pessoas fazem isso a cada ano, de onde vêm e como se qualificam.

adquirir a cidadania italiana
Adquirir a cidadania italiana é a melhor forma de garantir seu futuro na Itália ou na União Europeia | Foto: Filippo Monteforte / AFP

Adquirir a cidadania italiana é a melhor forma de garantir seu futuro na Itália ou na União Europeia? A resposta é sim para dezenas de milhares de pessoas.

Somente em 2019, último ano com números consolidados disponíveis, 127.001 pessoas obtiveram a cidadania italiana.

É um ligeiro aumento em relação a 2018, quando 112.523 pessoas se tornaram italianas, mas ainda consideravelmente abaixo de 2017 (146.605) ou 2016 (201.591), quando o número de solicitações de cidadania bem-sucedidas registrou um pico.

Todos os dados mencionados nesta reportagem são do Istat, o escritório nacional de estatísticas da Itália.

De onde vem a maioria dos ‘novos italianos’?

Em 2019, como na maioria dos anos anteriores, a grande maioria das pessoas que adquiriram a cidadania italiana – em solo italiano, descartando processos realizados em consulados ou embaixadas – veio de fora da União Europeia: 113.979 ou cerca de 90%.

Isso é o esperado, uma vez que pessoas com passaportes da UE já desfrutam da maioria dos mesmos direitos que os italianos na Itália e, portanto, têm menos incentivos para solicitar a cidadania.

O maior número de pedidos bem-sucedidos veio de albaneses (26.033), seguidos por marroquinos (15.812), brasileiros (10.762), romenos (10.201), macedônios do norte (4.966), indianos (4.683), moldavos (3.788), equatorianos (3.041), senegaleses (2.869), paquistaneses (2.722) e peruanos (2.685).

Os cidadãos da Albânia e do Marrocos estão consistentemente entre os dois primeiros desde pelo menos 2012, com até 36.920 albaneses e 35.212 marroquinos, respectivamente, obtendo a cidadania italiana.

Enquanto isso, o Brasil viu os pedidos de cidadania bem-sucedidos aumentarem mais de sete vezes desde 2012.

Outras nacionalidades têm muito menos probabilidade de se candidatarem à cidadania italiana, apesar de terem uma população de imigrantes relativamente grande na Itália: notavelmente, menos de 5% dos residentes chineses na Itália adquiriram a cidadania italiana. Presumivelmente porque a China não permite a dupla nacionalidade.

Como a maioria das pessoas se qualifica para adquirir a cidadania italiana?

Em 2019, a forma mais comum de adquirir a cidadania era pela descendência (ius sanguinis, que permite aos que comprovarem descendência de pelo menos um ancestral italiano reivindicar a cidadania italiana), pelo local de nascimento (ius soli, que dá direito a pessoas nascidas e criadas Itália por pais não italianos para requerer a cidadania italiana aos 18 anos), ou por transmissão parental (a lei que transfere automaticamente a cidadania aos filhos de adultos que adquiram a cidadania, desde que sejam menores de 18 anos).

Ao todo 57.098 pessoas se qualificaram para a cidadania italiana por uma dessas três rotas em 2019, cerca de 45% do total.

Outras 52.877 pessoas (42%) qualificaram-se através de residência na Itália, enquanto 17.026 (13%) se candidataram por casamento com um cidadão italiano.

Enquanto os pedidos com base na residência ou local de nascimento/descendência aumentaram em cerca de 13 mil e 8 mil, respectivamente, em relação ao ano anterior, as reivindicações de cônjuges de cidadãos italianos caíram drasticamente em mais de 7 mil.

Na verdade, os pedidos de cidadania por meio dessa modalidade foram os mais baixos no ano passado, desde 2015; a cada dois anos desde 2012, eles estão próximos de 20 mil pedidos.

A mudança na lei no final de 2018, que permitiu ao estado italiano levar até quatro anos para processar pedidos de cidadania via casamento, é a responsável. Antes do Decreto Salvini, os pedidos tinham que ser respondidos em dois anos ou automaticamente concedidos após este prazo.

As novas regras também aboliram o consentimento automático após o prazo, além de introduzir um teste de idioma para as pessoas que se inscrevem por casamento ou residência.

Ius sanguinis

Outra tendência notável é o aumento do número de pessoas que reivindicam a cidadania italiana por descendência.

Em 2016, ano em que o escritório de estatísticas da Itália começou a rastrear os pedidos de cidadania, cerca de 7 mil pessoas conquistaram a cidadania dessa forma; em 2017 foi superior a 8 mil, em 2018 chegou a 9 mil e em 2019 ultrapassou 10 mil.

A maioria das reivindicações de ius sanguinis vem de dois países: Brasil e Argentina, que entre eles responderam por quase 96% de todas as reivindicações de cidadania por descendência em 2019.

Onde na Itália a maioria das pessoas obtém cidadania?

A região da Itália com as reivindicações de cidadania mais bem-sucedidas em 2019 foi a Lombardia, que atendeu 31.437 solicitações.

A região lidera a lista há vários anos, refletindo o grande número de estrangeiros que se mudam para lá para trabalhar ou estudar. 

Outras regiões onde um grande número de pessoas obteve cidadania foram Vêneto (16.960), Emilia-Romagna (12.014), Piemonte (11.702) e Toscana (11.139).

Enquanto o Lazio, região de Roma, tem uma grande população de estrangeiros, apenas 9.258 pessoas obtiveram a cidadania italiana lá.

As regiões que concederam o menor número de novas cidadanias, entretanto, foram Sardenha (677), Molise (504), Basilicata (418) e Vale de Aosta (361).

Quanto mais ao norte você vai, mais pessoas baseiam suas reivindicações na residência –refletindo o fato de que o rico norte industrial há muito tempo atrai migrantes em busca de trabalho.

Enquanto isso, no sul, e especialmente nas regiões da Calábria, Basilicata e Molise, a maioria das reivindicações de cidadania baseava-se na ancestralidade, o legado de décadas de emigração para o exterior de partes empobrecidas do sul da Itália.

O que mais sabemos sobre as pessoas que solicitam a cidadania na Itália?

Eles são principalmente mulheres (66.890 em 2019 em comparação com 60.111 homens) e são principalmente jovens: a maior faixa etária é de menores de 20 anos, que contabilizaram 45.741 cidadanias concedidas em 2019.

Pessoas de 20 a 39 anos somavam 39.929, enquanto as de 40 a 59 anos somavam 36.316. O número de pessoas com mais de 60 anos que adquiriram a cidadania italiana foi de apenas 5.015.

E aí, gostou do artigo? Então compartilhe nas suas redes sociais e traga seus amigos, colegas e seguidores para a discussão. Em caso de dúvidas a respeito do assunto, não hesite em deixar seu comentário.

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Série

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Mais de Italianismo

Cidadania Italiana

Empresaria alega que Instituto não concluiu processo e ainda perdeu seus documentos

Cidadania Italiana

"Talvez eu possa mudar a lei com minha popularidade", diz o TikToker italiano

Cidadania Italiana

O número de cidadãos brasileiros com o passaporte italiano em Portugal vem chamando a atenção das autoridades. Deixa o seu comentário:

Cidadania Italiana

Cidadania italiana no Exterior é capital importante para fortalecer o Made in Italy no mundo

Cidadania Italiana

O reconhecimento da cidadania italiana é através do princípio do direito de sangue. Quem tem direito à cidadania italiana? Saiba tudo aqui.

Cidadania Italiana

Consulado Geral da Itália em São Paulo recebe uma média de 15 mil pedidos por ano

Cidadania Italiana

Os custos para pedir a sua cidadania italiana podem variar de acordo com a linha genealógica da sua família e a modalidade escolhida.

Cidadania Italiana

O tema assombra os ítalo-brasileiros que buscam o reconhecimento da cidadania italiana através do Tribunal de Roma.

Publicidade

Fuja das filas nos consulados italianos e realize o sonho da sua cidadania italiana.

Cidadania Italiana

Itália ganha uma posição no ranking dos passaportes mais valiosos do mundo, da Passport Index

Cidadania Italiana

Exame de cidadania ocorreu em setembro de 2020, quando atacante uruguaio negociava com a Juventus; escândalo derrubou reitora de universidade

Publicidade

A pandemia está fazendo os brasileiros optarem pela cidadania italiana via ação judicial. Nessa modalidade não é necessário viajar para a Itália. Deixa o...