Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

“Nosso objetivo é reabrir tudo”, diz primeiro-ministro italiano

Mario Draghi decidiu que o estado de emergência, cujo fim está marcado para 31 de março de 2022, não será prorrogado

primeiro-ministro italiano reabrir
"Nosso objetivo é reabrir tudo", diz primeiro-ministro italiano | Reuters

Dois anos após o início da pandemia, Mario Draghi anuncia o fim do estado de emergência. O sistema regulatório que permitiu os decretos que regulamentam o combate à Covid 19 e a campanha de vacinação expiram no dia 31 de março e não serão renovados. 

Ação Contra as filasAção Contra as filas

A notícia estava no ar há dias, mas é uma mudança de fase importante e o primeiro-ministro fala sobre isso com ênfase, do palco do Teatro del Maggio Musicale em Florença: “O nosso objetivo é reabrir tudo, assim que possível”, segundo publicação do Corriere.

No entanto, as autoridades sanitárias vão continuar acompanhando atentamente a situação epidemiológica e estarão prontas a intervir em caso de qualquer recrudescimento.

“Acabaremos gradualmente com a obrigatoriedade do uso do certificado verde reforçado, começando pelas atividades ao ar livre, incluindo feiras, esportes, festas e shows”, acrescentou.

Draghi explicou que atualmente a “situação epidemiológica está melhorando acentuadamente, graças ao sucesso da campanha de vacinação, e oferece margens para eliminar as restrições residuais à vida dos cidadãos e das empresas”.

“O governo está ciente de que a força da recuperação depende, antes de mais, da capacidade de ultrapassar as emergências do momento”, ressaltou.

Com o fim do estado de emergência, o sistema de classificação das regiões por cores deixará de vigorar a partir de 31 de março.

Após 2 anos, turistas brasileiros poderão entrar na Itália

Após dois anos, turistas brasileiros poderão voltar a viajar para a Itália a partir da próxima terça-feira, 1º de março. Ontem o Ministro de Saúde italiano anunciou que não será mais exigida quarentena de pessoas que venham de países de fora da União Europeia.

“A partir de 1º de março, para as chegadas de todos os países de fora da Europa estarão vigentes as mesmas regras já previstas para os países europeus. Para a entrada na Itália, será suficiente uma das condições do passe verde: certificado de vacinação, certificado de cura ou teste negativo”, afirmou o ministro.

O anúncio foi feito pouco depois de a União Europeia recomendar que os Estados-membros retirem as regras sanitárias para vacinados com imunizantes aprovados pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA) ou pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A flexibilização proposta pela UE também vale para aqueles que se curaram da doença nos últimos 180 dias.

200

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Série

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Destaques do editor

Cotidiano

A emergência da seca é uma questão muito delicada neste período de altas temperaturas e chuvas escassas

Turismo

A Itália colocou fim às restrições de entrada de visitantes remanescentes da pandemia nesta quarta-feira (1º). Deixa o seu comentário:

Turismo

Relatório da WTTC revela ainda que o setor de viagens e turismo crescerá a uma taxa média anual de 2,5% nos próximos 10 anos

Cotidiano

Durante o diálogo, o premiê cobrou a instituição de um cessar-fogo “o quanto antes”

Cotidiano

O primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, disse que ataque russo é virada decisiva na história europeia.

Destinos

A regra vale para passageiros que tenham recebidos duas doses ou a dose de reforço

Turismo

Petição foi lançada após o governo italiano determinar a prorrogação do veto da entrada de turistas brasileiros na Itália até 15 de março

Cotidiano

EUA alertaram que 'ataque' pode começar a qualquer momento

Itália no Brasil

A Embratur será parceira dos eventos relacionados à comemoração dos 145 anos da imigração italiana no Sul de Santa Catarina

Cotidiano

Ainda sem acordo entre os partidos, o Parlamento faz nesta sexta a quinta votação para eleger o próximo presidente da República

Cotidiano

Europeus que quiserem vistar o país devem apresentar comprovante de vacinação, teste negativo, ou atestado de infecção prévia por Covid-19

Cotidiano

Medida foi tomada para 'unidade nacional', segundo o político. Ele agradece aos parlamentares que apoiaram sua candidatura