Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Estilo de vida

Itália fecha a Lombardia e põe 16 milhões de pessoas em quarentena

Itália fecha a Lombardia e põe 16 milhões de pessoas em quarentena | AFP

Medidas surgem depois de maior aumento do número de infectados

A região mais rica e populosa de Itália vai ficar isolada do resto do país: o governo decidiu, na noite deste sábado (07),  “fechar” a Lombardia, onde vivem cerca de 10 milhões de pessoas e onde se localiza a capital financeira do país, Milão, para tentar travar o surto de coronavírus. A assinatura do decreto aconteceu às 3h da manhã – às 23h no horário de Brasilia.

As medidas dramáticas aplicam-se ainda a outras 14 províncias de quatro regiões, abrangendo cerca de 16 milhões de pessoas – equivalente a 1/4 da população italiana –, e surgem depois de o país ter registado o maior aumento do número de infectados desde o início do surto: 1247 novos casos confirmados nas últimas 24 horas, para um total de 5883. Depois de duas semanas de surto, o SARS-COV-2 se espalhou pelas 20 regiões: todas registam casos e oito tiveram óbitos.

As outras províncias que se tornaram “zona vermelha” são Modena, Parma, Piacenza, Reggio Emilia, Rimini, Pesaro e Urbino, Venezia, Padova, Treviso, Asti, Alessandria, Novara, Vercelli e Verbano Cusio Ossola.

Nas áreas abrangidas por estas novas medidas, todos os museus, centros culturais, ginásios, piscinas e estância de esqui serão fechados. As escolas vão ficar fechadas até 3 de abril.

São também suspensos os eventos culturais, recreativos, esportivos e religiosos, tanto em locais públicos como privados, ficando assim cancelados casamentos e funerais civis ou religiosos. Os cafés e os restaurantes podem ficar abertos desde que mantenham uma distância de um metro para os clientes.

O decreto diz que todos devem “evitar completamente” entrar ou sair das regiões indicadas, e até deslocarem-se dentro das regiões, a não ser em caso de emergências ou “trabalho essencial”.

O surto de covid-19, detectado em dezembro na China, já provocou mais de 3500 mortos entre mais de 101 mil pessoas infectadas em pelo menos 94 países. Com base no número mundial de infectados, a taxa de letalidade é de 3,4%, sendo que até ao momento a maioria já se recuperou.

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Variedades

Iniciativa quer combater despovoamento de áreas montanhosas.

Cotidiano

CNH brasileira volta a valer na Itália: novo acordo facilita vida de milhares pessoas

Variedades

Cidade foi devastada pela erupção do Vesúvio, assim como Pompeia.

Arte & Cultura

Lançado no fim de outubro e exibido em preto e branco, foi o filme que mais faturou com bilheteria na Itália em 2023

Notícias

Grupo de 8 companhias participa de feira de fundição em SP.

Cotidiano

Imperia ocupa 1ª posição de ranking elaborado pelo iLMeteo.it

Turismo

Alta temporada no país vai de junho a setembro.

Arte & Cultura

Exposição 'Life as a Scientist' será aberta no dia 21 de junho.

Cultura

Mostra 'Oltreoceano' ocorre no Salão Negro do Congresso Nacional.

Gastronomia

Referência da gastronomia, TasteAtlas partilha os seus rankings com base na experiência do consumidor.

Esporte

O ítalo-brasileiro assumiu o cargo de técnico da Juventus, firmando um contrato de três temporadas, válido até meados de 2027.

Notícias

Atualmente, 15% da pesquisa colaborativa é realizada por cientistas paulistas e italianos.