Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Estilo de vida

Dia Internacional da Mulher: a situação das mulheres na Itália

Dia Internacional da Mulher: melhor não chamar isso de "festa"

Melhor não chamar isso de “festa”

Neste dia, um buquê de flores ou uma noite com amigos pode ser o prato de uma festa como muitas outras, mas as coisas não são assim. Não é correto pensar que é uma festa, de fato. Não é o dia de folia, mas o dia de fazer um balanço da situação, lembrar as batalhas, as discriminações e entender como melhorar. Durante o dia mundial da lembrança, não “celebramos os foibes”, mas nos lembramos dos massacres, então deixamos de lado cartões, saudações e flores e nos comprometemos a todos, mulheres, mas sobretudo homens, a levar a sério a questão feminina.

Os direitos das mulheres não são os mesmos que os dos homens, nem na Itália nem em muitos outros países do mundo. As mulheres não têm as mesmas oportunidades, o mesmo reconhecimento social que os homens e ainda existem muitas discriminações no trabalho, na rua ou no lazer.

A Itália é penúltima na Europa na participação feminina no mercado de trabalho, apenas uma em cada duas mulheres em idade ativa está ativa. Além disso, na chegada de um filho, as mulheres deixam o emprego e as que permanecem no mercado de trabalho são vítimas da disparidade salarial e vivem em um impasse em sua carreira, porque ocupam principalmente posições de menor prestígio e menos remuneradas, e dificilmente alcançam as primeiras posições. Apenas 28% da gestão em empresas italianas privadas é ocupada por mulheres. Além disso, as diferenças de gênero também são evidentes na educação: as meninas geralmente ficam confinadas a determinadas áreas, e suas performances e suas escolhas são limitadas por estereótipos que as querem menos boas do que os homens nas disciplinas científicas. As mulheres gastam mais em bens de consumo do que os homens por causa do famoso e controverso “imposto rosa”, que vê a Itália se destacar.

Outro ponto dolorido é a violência. Seja violência física, psicológica ou on-line, as mulheres sofrem muito mais que os homens.

Por esse motivo, é importante ensinar a igualdade de oportunidades como um valor desde a primeira infância. As principais diferenças de gênero são puramente sociais e ensinam meninos e meninas, assim como suas famílias, que o gênero não deve ser discriminatório e deve ser uma prioridade para limitar as mulheres em suas escolhas de vida. Antes de sermos mulheres ou homens, somos todos simplesmente seres humanos. Dignos de respeito, direitos e deveres iguais entre si.

Por Marica Marietti/San Salvo

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

O ranking mostra o posicionamento, o número de famílias e o número de municípios em que os sobrenomes italianos estão espalhados.

Destaque do Editor

Descubra como obter a cidadania italiana de forma segura e eficiente!

Estilo de vida

A Festa della Mamma foi introduzida no calendário na década de 1950

Cidadania Italiana

Ao contratar um advogado para processo de cidadania italiana, opte por um que mantenha representante no Brasil.

Cidadania Italiana

Senador Roberto Menia reforça críticas sobre reconhecimento da cidadania italiana no Brasil.

Cidadania Italiana

Cidadania negada: Quando a sobriedade é muito mais que uma questão de etiqueta.

Itália no Brasil

Consulado Geral da Itália em São Paulo: Uma pequena itália na maior metrópole brasileira.

Economia

Consultoria fez estudo sobre taxa de sobrevivência de companhias.

Esporte

Eventos em memória do brasileiro vão durar até o início de junho.

Cidadania Italiana

Caixa de pandora sul-americana: reconhecimento de cidadanias italianas sob suspeita.

Política

Premiê da Itália divulgou mensagem pelo Dia da Libertação.

Cultura

Evento de 3 dias ganhará filme e terá dezenas de artistas.