Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

CoronaVac não é adequada para combater a pandemia, diz premiê da Itália

A declaração se deu durante coletiva de imprensa em Bruxelas, na Bélgica, depois de dois dias de reuniões entre os líderes da União Europeia

CoronaVac não é adequada
CoronaVac não é adequada para combater a pandemia, diz premiê da Itália

Nesta sexta-feira 25, o primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, afirmou que a “vacina chinesa” utilizada no Chile não é adequada para combater a pandemia, em referência à CoronaVac.

Ação Contra as filasAção Contra as filas

De acordo com a agência Ansa, a declaração se deu durante uma coletiva de imprensa em Bruxelas, na Bélgica, depois de dois dias de reuniões entre os líderes dos 27 Estados-membros da União Europeia.

“Discutimos sobre os vários tipos de vacinas, e a constatação foi que a vacina russa Sputnik ainda não conseguiu, e talvez jamais conseguirá, a aprovação da Agência Europeia de Medicamentos (EMA); e a vacina chinesa, que nunca fez o pedido e que, em todo caso, a EMA nunca aprovou, mostra que não é adequada, vendo-se a experiência no Chile, para enfrentar a epidemia”, disse Draghi.

O premiê italiano não citou a Coronavac explicitamente, mas essa é a vacina mais usada pelo governo chileno para conter a pandemia de Covid-19. De acordo com o portal Our World in Data, das 21,7 milhões de doses aplicadas no país sul-americano até 22 de junho, 17 milhões eram do imunizante da Sinovac (78,3%), que tem aprovação da Organização Mundial da Saúde (OMS) para uso emergencial.   

O país sul-americano acumula cerca de 31,8 mil mortes na pandemia, com taxa de mortalidade de 167,8 óbitos para cada 100 mil habitantes, de acordo com a Universidade Johns Hopkins; já a Itália tem quase 127,4 mil vítimas, com taxa de mortalidade de 211,2 mortes para cada 100 mil habitantes. O Chile teve 51 mortes na última quinta-feira (24), enquanto a Itália registrou 28.

De acordo com o governo chileno, 65,25% da população já está totalmente vacinada; enquanto no país europeu esse índice é de 28,5%.   

A Itália usa quatro vacinas em seu programa de imunização contra a Covid-19, todas elas de laboratórios ocidentais: AstraZeneca (Reino Unido/Suécia), Biontech/Pfizer (Alemanha/EUA), Moderna (EUA) e Janssen (Bélgica), que pertence à multinacional americana Johnson & Johnson.   

Coronavac é eficaz, diz Butantan após fala de premiê italiano

Por meio de uma nota enviada à ANSA, o Instituto Butantan diz que a Coronavac é “segura e eficaz, indicada para indivíduos acima de 18 anos com o objetivo de prevenir o agravamento de infecções pelo novo coronavírus”.

“No Chile, houve, após a vacinação, relaxamento das medidas de restrição à circulação de pessoas, diferentemente do que ocorreu em outros países, como a Inglaterra, que adiou as flexibilizações que estavam previstas. A vacina não representa ‘barreira’ para a infecção, sendo, portanto, essencial manter os protocolos não farmacológicos de prevenção, como distanciamento social, uso de máscaras e higienização”, afirma o Butantan.

Segundo o instituto, os “relatórios disponibilizados pelo Ministério da Saúde do Chile comprovam claramente a importância da vacina, uma vez que os novos casos que estão surgindo no país são, principalmente, entre pessoas não vacinadas ou pessoas que não completaram o esquema vacinal”.

Com informações da Ansa

200

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Série

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Destaques do editor

Cotidiano

"Não é coincidência que o governo tenha sido derrubado por forças políticas que piscam o olhinho para Vladimir Putin"

Cidadania Italiana

24.100 brasileiros se tornaram cidadãos europeus em 2020, segundo dados do Eurostat

Cotidiano

Mario Draghi visitou Gênova e homenageou as vítimas da tragédia na queda da Ponte Morandi, ocorrida em 2018

Cotidiano

Europeus que quiserem vistar o país devem apresentar comprovante de vacinação, teste negativo, ou atestado de infecção prévia por Covid-19

Cotidiano

Terminou sem vencedor a primeira votação no Parlamento da Itália para eleger o próximo presidente da República, realizada nesta segunda-feira (24).    Deixa o seu...

Cotidiano

Vacinação já era obrigatória para profissionais de saúde e outros trabalhadores

Cotidiano

Votação indireta começará em 24 de janeiro; eventual vitória do premier pode levar a eleição geral antecipada

Cotidiano

As regras estão em uma circular publicada pelo chefe da Polícia de Estado do país

Cotidiano

Será decidido nesta terça-feira em Conselho de Ministros. A escolha foi feita com base nos dados mais recentes sobre a pandemia

Cotidiano

Em amarelo apenas 7 regiões da Itália. Os outros são vermelhos ou vermelho escuro

Cidadania Italiana

Um milhão e 250 mil pessoas residem na Itália, têm cidadania italiana e vêm de um país não europeu.  Deixa o seu comentário:

Cotidiano

A medida pode simplificar as exigências relacionadas ao 'passaporte da vacina' na União Europeia