Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

Italianismo

Arte & Cultura

Esculturas da Itália, onde você pode admirar as mais belas

10 lugares onde você pode admirar as mais belas esculturas da Itália.

Um pouco ao ar livre, um pouco em museus, um pouco em jardins maravilhosos e de fadas: as esculturas estão realmente em toda parte do país.

Escolhemos 10 lugares onde você pode admirar as mais belas esculturas da Itália.

As esculturas de Canova

Fonte: wikipedia/Livioandronico2013

A Itália foi o lar de muitos e grandes artistas, como Canova, cujas obras estão agora preservadas em alguns museus internacionais, mas também italianos. 

Alguns exemplos? O Palazzo Bianco em Gênova, a Galeria Palatina em Florença, a Basílica dei Santi Apostoli, a Galeria Nacional de Arte Moderna e Contemporânea e a Galeria Borghese em Roma, bem como os Museus Cívicos no Eremitani em Pádua e o Museu Correr em Veneza. 

Em particular, este último dedica uma sala inteira a Canova exibindo desenhos, esculturas e os maravilhosos “Dedalo e Icaro”.

A Pietà de Michelangelo

Fonte: Wikipedia/Juan M Romero

A escultura em mármore “Pietà di San Pietro” é uma obra extraordinária de Michelangelo que representa o Cristo morto nos braços de Maria. 

Para vê-lo, você precisa viajar até a capital (onde outros tesouros maravilhosos o aguardam) e seguir em direção à Basílica de São Pedro, no Vaticano. 

É aqui, aliás, que esta obra-prima, que todos os anos encanta milhares de turistas, é zelosamente guardada.

Os bronzes de Riace

Fonte: Wikipedia/AlMare

Quando falamos em escultura, referimo-nos a todas as técnicas capazes de moldar o material, conferindo-lhe uma beleza artística única e original. 

Nesse sentido, em nosso relato sobre as esculturas da Itália não poderíamos deixar de incluir os Bronzes de Riace, obras muito antigas (talvez feitas no século V a.C.) encontradas em Riace, perto de Reggio Calabria. 

Hoje, essas obras maravilhosas são mantidas no Museu Nacional da Magna Grécia em Reggio Calabria.

Florença, a casa de Michelangelo

Fonte: iStock

Florença é uma das paradas para descobrir uma das esculturas mais bonitas do mundo: o Davi de Michelangelo. É uma obra simbólica do Renascimento, feita em mármore e com mais de 5 metros de altura, hoje preservada na Galleria dell’Accademia em Florença. 

Curiosidade: uma cópia da obra pode ser admirada – sempre permanecendo na capital toscana – na Piazza della Signoria, bem em frente ao Palazzo Vecchio, enquanto outra cópia foi colocada no centro da Piazzale Michelangelo.

“Cristo Velado” da Capela Sansevero

Fonte: Wikipedia/David Sivyer

Entre as mais belas esculturas da Itália e para ser visto certamente está também o “Cristo Velado” de Giuseppe Sanmartino, obra criada em 1753 e ainda hoje considerada uma das maiores obras-primas escultóricas do mundo. 

Onde pode ser admirada? Na Capela Sansevero, em Nápoles, a poucos passos da Piazza San Domenico Maggiore.

O jardim encantado de Bomarzo

Fonte: iStock

Não só nos museus: as esculturas fazem parte da herança italiana e estão por toda a parte. Como no “Parco dei Mostri” em Bomarzo, na província de Viterbo, onde as esculturas de pedra se perseguem e se escondem entre as árvores e cercas vivas. 

O que torna este jardim mágico e especial é o estilo grotesco das obras que unem figuras mitológicas (como Vênus, Netuno, Pégaso) com animais, monstros e outras criaturas imaginárias.

Jardim do Tarot em Maremma

Fonte: 123RF

Esculturas imersas na natureza, graças ao Jardim do Tarot, parque artístico criado por Niki de Saint Phalle na colina Garavicchio em Capalbio, na Maremma toscana

Aqui você pode admirar esculturas coloridas e altíssimas, de 12 a 15 metros, e dedicadas aos símbolos do tarô. 

Um lugar muito especial para quem adora viajar em busca de arte e magia.

Olho das Dolomitas

Fonte: 123RF

Contorne as montanhas do Trentino e do Alto Adige e se perca nos trilhos naturais onde a arte sobressai com esculturas inovadoras, em madeira, materiais reciclados ou metais. 

Esta é a proposta do Latemarium de viajar deixando-se contaminar pela beleza, encontrando esculturas altas e imponentes como o “Olho das Dolomitas” no Reiterjoch em Obereggen.

Onde escultura se mistura com land art

Fonte: iStock

Há exemplos em que natureza e arte coexistem perfeitamente e ainda outros em que o território se transforma numa verdadeira obra de arte, assumindo as formas de uma escultura inovadora. 

Na década de 1980, no lugar onde ficava a cidade velha, destruída pelo terremoto de 1968, Alberto Burri criou a land art em Gibellina, na Sicília, para marcar o renascimento do local.

A obra de Lauton

Fonte: Si Viaggia

Uma obra particular e bela, além de contemporânea, é certamente a do “Cristo pensante”, criado pelo escultor Paolo Lauton

Para lá chegar é preciso seguir em direção ao Passo Rolle, em Trentino Alto-Adige e chegar ao Monte Castellazzo, entre Val di Fiemme e Primiero, desfrutando também de uma vista espetacular

O objetivo deste trabalho é convidar à meditação e recuperar a posse do seu tempo. Um verdadeiro mimo.

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Série

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Mais de Italianismo

Arte & Cultura

O Instituto Italiano de Cultura (IIC) de São Paulo realiza um curso online para estudantes brasileiros que queiram aprender mais sobre a escultura na...

Arte & Cultura

Diretor de museu espera que turista austríaco seja julgado na Itália Deixa o seu comentário:

2016-2021 – Permitida a reprodução de qualquer conteúdo desde que citado, obrigatoriamente, o Italianismo.