Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo
ciclovia dolomitas
Um percurso encantador, imerso em uma das vistas mais bonitas da Itália: essa é a ciclovia das Dolomitas | Foto: Brunel Ralf

Destinos

Na Itália, a ciclovia das Dolomitas percorre 60 km

Um percurso encantador, imerso em uma das vistas mais bonitas da Itália: essa é a ciclovia das Dolomitas.

Ao longo de uma antiga linha ferroviária, você pedala entre Cadore e Dobbiaco, admirando lentamente um dos Patrimônio Mundial da UNESCO.

A ciclovia das Dolomitas serpenteia 60 quilômetros, aproveitando a antiga linha férrea que por aqui passava.

Nos primeiros 45 quilômetros, o itinerário sobe de forma constante, mas leve. Os últimos 15 quilômetros, que começam na passagem Cimabanche (uma passagem alpina localizada a 1.529 metros, entre o maciço Croda Rossa d’Ampezzo, ao norte, e o maciço Cristallo, ao sul, são em aclive. 

Andar ao contrário, portanto, é muito menos cansativo. Embora o trecho próximo a Dobbiaco não seja asfaltado e, portanto, bastante difícil de subir ou descer.

O que torna a ciclovia das Dolomitas um percurso especial é precisamente o fato de seguir a antiga linha férrea que – até à década de 1960 – ligava Dobbiaco a Calalzo di Cadore

Construída para a Segunda Guerra Mundial

Construída inicialmente para levar tropas e suprimentos para o front durante a Segunda Guerra Mundial, foi então destinada ao uso civil e também usada por 7 mil pessoas por dia durante os Jogos Olímpicos de Inverno de Cortina de 1956.

Inaugurada em alguns momentos entre 2003 e 2009, a ciclovia das Dolomitas aproveita a área ferroviária e mantém as pontes e túneis originais.

Embora a maioria das pessoas opte por segui-la ao contrário, o itinerário começa no Lago Cadore e – acompanhado pela vista do Monte Antelao – atravessa um vale repleto de aldeias, começando pela esplêndida Pieve di Cadore, na província de Belluno, região do Vêneto. 

Você passa por San Vito di Cadore, pedala ao longo do vale Boite, toca Cortina d’Ampezzo e atravessa a colina de Cimabanche para chegar a Dobbiaco, “protegida” pelo três cumes de Lavaredo. 

Imerso em uma paisagem única, que combina história e natureza e que todos amantes do pedal, uma vez na vida, deveriam percorrer.

Assista ao vídeo da ciclovia das Dolomitas. 2 minutos de puro encanto
Leia também

* * * * *

Gostou do artigo? Então comente ou compartilhe nas suas redes sociais.

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Comer e beber

A garrafa de vinho mais preciosa do mundo foi feita na Itália: é um Amarone della Valpolicella, enfeitado com diamantes e rubis

Negócios

JBS passa a ter presença nas três maiores regiões da Itália produtoras de especialidades da charcutaria

Destinos

Casa está localizada nas Montanhas Dolomitas e é da Primeira Guerra Mundial

Cotidiano

Meteorologista alerta para tempestade de neve no Piemonte, Lombardia, Ligúria e Vêneto

Cotidiano

Às vezes, é preciso passar por uma porta estreita para entender as coisas como elas são, diz líder antivax

Cotidiano

País também vai enfrentar um novo ciclone no centro e no sul

Destinos

Esta pequena aldeia no Tirol do Sul torna-se protagonista de um dos fenômenos mais bonitos e extraordinários do mundo: a folhagem de outono

Cotidiano

Navios de cruzeiro estão proibidos de navegar pelo centro histórico de Veneza

Destinos

Oscar do Ciclismo de 2021: aqui está o pódio escolhido pelo júri da nova edição do prêmio

Destinos

Região planeja fazer seguro contra Covid aos que desejam fazer turismo.

Cidadania Italiana

Treviglio: Mulher presa fala de favores em troca de votos nas eleições

Cotidiano

Há quem o acha cômico e quem o afirma ser mais um símbolo da difícil convivência entre o homem e a natureza