Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

Italianismo

Negócios

616 mil empresas são administradas por imigrantes na Itália

empresas Itália imigrante
600 mil empresas são administradas por imigrantes na Itália

Número representa cerca de 10,1% do total de negócios no país

Se mudar para o bello paese e abrir uma pequena empresa é o sonho de muita gente. E os brasileiros não estão sozinhos. Existem 616 mil empresas administradas por imigrantes na Itália.

O número representa cerca de 10,1% do total de pequenas e médias empresas no país.


Bendita Cidadania


Bendita Cidadania

Os dados são do relatório “Imigração e Empreendedorismo 2019-2020” produzido pelo Centro de Estudos e Investigação IDOS, em colaboração com a Confederação Nacional do Artesanato e da Pequena e Média Empresa (CNA).

Entre 2011 e 2018, a Itália viu um crescimento de 32,6% no número de novos empresários estrangeiros – ao contrário das geridas por empresários italianos que diminuíram 2,8%.

A alta se manteve em 2019, com crescimento de 10,1%.

Marroquinos e chineses lideram

Essas empresas pertencem principalmente aos marroquinos (14,1%), chineses (11,5%) e romenos (10,7%). Seguidos por imigrantes da Albânia (6,9%) e Bangladesh (6,6%). Não há dados disponíveis sobre empresas administradas por brasileiros.

A empresas administradas por imigrantes na Itália vão do comércio à construção, da restauração à indústria, da logística aos serviços empresariais.

SIGA O ITALIANISMO


As iniciativas empreendedoras autônomas geridas pelos imigrantes alastraram-se para todas as regiões, estabelecendo-se definitivamente como um componente estrutural do tecido empresarial nacional.

Para a vice-presidente da CNA, Maria Fermanelli, “não há dúvida de que o movimento migratório representa uma das principais transformações” na Itália.

As empresas geridas por estrangeiros são majoritariamente de pequeno porte, concentradas principalmente no comércio varejista (35%) e na construção civil (22,4%).

Em todo o território nacional

As regiões Centro-Norte, por um lado, e as grandes áreas metropolitanas, por outro, representam as principais áreas de atuação dos imigrantes

Lombardia (19,4%) e Lácio (13,3%) confirmam-se como as regiões de maior integração, seguidas da Toscana (9,4%), que registra a maior incidência de empresas lideradas por imigrantes.

Segundo o estudo, a participação feminina continua baixa, gerindo pouco menos de um quarto das empresas analisadas (145 mil, ou 24,0%).

LEIA TAMBÉM

Deixa o seu comentário:

Mais de Italianismo

Cotidiano

Como está Codogno, símbolo da tragédia da covid na Itália

Cotidiano

A cidade de Milão também tem o seu próprio Coliseu: um anfiteatro construído no século primeiro e que ao longo dos anos foi saqueado, soterrado e esquecido. ...

Negócios

Um tecido que protege contra a transmissão do Coronavírus através de superfícies: é ideia de uma empresa italiana

Cotidiano

Um relatório em tempo real mostra o número de quantos já foram vacinados na Itália contra o Covid-19. Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Para os amantes das montanhas, aqui estão as 10 cidades mais altas da Itália. Vilas de tirar o fôlego. Deixa o seu comentário:

Destinos

Cidadezinhas pitorescas, jardins de rara beleza, vista cinematográfica: é fácil entender porque os VIPs se apaixonam pelo Lago de Como. Deixa o seu comentário:

Itália no Brasil

Fabricante de fábricas, italiano cresceu nas crises e ajudou a construir o capitalismo brasileiro Deixa o seu comentário:

Cotidiano

Menos restrições na Calábria, Lombardia e Piemonte a partir de domingo Deixa o seu comentário: