Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Vida & Estilo

Temperatura no solo de cidades da Itália chega a 50ºC

Calor foi registrado em imagens de satélite nesta segunda / Divulgação Copernicus EMS

Calor foi registrado em imagens de satélite nesta segunda (12)

A temperatura registrada no solo de algumas cidades da Itália atingiu 50ºC neste domingo (11). Puglia, Sicília, Sardenha, Campânia, Lazio, Toscana e Marcas foram os lugares mais quentes do país durante todo o dia.

Imagens capturadas pelo satélite Sentinel 3 do programa Copernicus, serviço europeu sobre mudança climática, mostram a Itália “em chamas”, devido ao calor extremo que atingiu a nação no último final de semana.

As fotos foram publicadas no Twitter nesta segunda-feira (12) pelo serviço de gerenciamento de emergência com a seguinte mensagem: “A Itália queima com o calor. Deve ter sido um dia difícil para socorristas e médicos”.

No mapa, as regiões mais quentes, onde a temperatura do solo bateu 50ºC, foram coloridas de preto. Já os locais que registraram 40ºC estão com a cor vermelha, enquanto as áreas mais frias, entre 35ºC e 25ºC, estão pintadas nas cores laranja e amarelo.

De acordo com as previsões meteorológicas, entre 11 e 13 de agosto, o país europeu terá os dias mais quentes do verão, especialmente nas regiões centro-sul e nas ilhas, com picos na temperatura do ar entre 39ºC e 41ºC.

Conforme dados divulgados pelo site “3bmeteo.com”, a cidade com a massa de ar mais quente será Terni, com 41ºC, seguida por Foggia (40ºC), Benevento, Cosenza e Nuoro (39ºC), Florença, Bolonha, Ferrara, Forlì, Perugia, Frosinone, L’Aquila, Avezzano, Matera (38ºC), e Roma, Caserta, Potenza, Caltanissetta, Ragusa, Catania e Lecce (37ºC).

“Condições ensolaradas da Romagna à Sicília, com exceção pelo trânsito de nuvens médias-altas durante a segunda-feira entre Ligúria, Toscana e Emília, mas sobretudo encontraremos outro aumento de temperaturas, esperado até a máxima de 41ºC”, explicou o meteorologista Francesco Del Francia.

No norte da Itália, no entanto, desde ontem à noite a alta pressão deu lugar a uma nova perturbação no Atlântico, o que provocará tempestades e rajadas de vento entre 70 e 90 quilômetros por hora. As áreas que vão registrar as primeiras chuvas serão Valle d’Aosta e o noroeste do Piemonte, com possibilidade de tempestades em Torinese, Biellese, Novarese, Verbano, bem como na Lombardia Ocidental e Valtellina.

A onda de mau tempo também poderá atingir o norte de Trentino e Belluno nesta segunda (12) e seguir para as planícies baixas da Lombardia e Emília- Romagna a partir de amanhã (13).

Entre os dias 14 e 16 de agosto, os meteorologistas ainda indicam que o anticiclone dos Açores deve retornar para o país e ocasionar mais dias quentes, mas sem excesso. (ANSA)

Por Agência Ansa

200

Deixa o seu comentário:

Publicidade

Série

Rádio e TV italiana

Siga o Italianismo

Destaques do editor

Cotidiano

Concerto na Universidade de Pisa tratará do Diálogo entre Música e Paz

Comer e beber

Conheça receitas típicas de Páscoa na Itália, de norte a sul.

Una buona notizia!

Annunziata Murgia é a pessoa mais velha a frequentar aulas em sua classe noturna depois que a Segunda Guerra Mundial arruinou seus estudos

Una buona notizia!

42 menores se mudaram para a pequena Fosciandora, na Toscana

Vida & Estilo

A mimosa é uma planta popular, acessível e facilmente encontrada na Itália

Vida & Estilo

'Meu maior desejo não é chegar a 100, mas a um mundo de paz', disse Licia Fertz

Destinos

A iniciativa da região do Lazio é destinada não apenas a apoiar os casais, mas também empresas do setor

História

Jill Biden se tornou a primeira ítalo-americana no papel de primeira-dama dos EUA

Destinos

Lollove, no interior da região da Sardenha, é completamente desconectada do resto do mundo

Cotidiano

Cidade na Toscana abriga a maior chinatown europeia. Comissão bicameral discute o fenômeno migratório

Cotidiano

O “aventureiro” escolhido pode levar companhia e não paga aluguel por um ano

Una buona notizia!

Munzir e Mustafa protagonizam uma premiada foto que retrata as cicatrizes da guerra civil de mais de 10 anos na Síria