Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Sicília em risco: em 2100 poderá estar submersa

O alarme em pesquisa financiada pelo Ministério da Universidade e INGV com as universidades de Catânia e Bari. “Litoral Sudeste em risco”

Sicília em risco
Sicília em risco: em 2100 poderá estar submersa

Grandes extensões do território costeiro do Leste da Sicília, entre os lugares mais bonitos e desejados do mundo, podem ser submersos pelas águas do Mar Jônico em 2100.

O alarme está contido em um estudo financiado pelo Ministério da Universidade e Pesquisa e o Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (INGV), segundo o jornal Corriere della Sera, neste sábado (27).

O estudo faz parte do projeto “Pianeta Dinamico” realizado em colaboração com as universidades Aldo Moro de Bari e Catania e a holandesa Radboud Universiteit. 

De acordo com a pesquisa, as costas do Sudeste da Sicília poderiam sofrer uma submersão progressiva nas próximas décadas devido às mudanças climáticas.

Se esse cenário preocupante ocorrer, o mar devoraria cerca de 10 quilômetros quadrados da costa do sudeste da Sicília.

Sicília em risco: Planície de Catania

O estudo foi publicado recentemente na revista internacional Remote Sensing

“A partir de 1880, o nível do mar começou a aumentar entre 14 e 17 centímetros, mas hoje está acelerando e sobe a uma taxa de mais de 30 centímetros por século”, diz Giovanni Scicchitano, professor associado de Geomorfologia do Departamento de Ciências da Terra e Geoambientais da Universidade de Bari.

“Se as emissões de gases de efeito estufa não forem reduzidas, o nível do mar pode aumentar em até 1,1 metros em 2100 e vários metros nos próximos séculos, com o consequente impacto nas costas. Por estes motivos, realizamos um estudo sobre os cenários previstos ao longo da costa oriental da Sicília para 2050 e 2100″, completa Scicchitano.

Mapa da potencial submersão do porto de Siracusa, divulgado pela Universidade de Bari

Marco Anzidei, pesquisador do INGV e primeiro autor da pesquisa, disse: “calculamos projeções de aumento do nível do mar para diferentes cenários climáticos e com base em vários parâmetros emitidos pelo IPCC ou calculados neste estudo, incluindo ‘expansão térmica do mar, o degelo do gelo continental, a concentração de gases de efeito estufa na atmosfera e os movimentos verticais do solo”.

Ele continua: “As análises permitiram avaliar os cenários em 6 zonas costeiras que incluem a parte sul da planície de Catânia, os portos de Augusta e Siracusa, a foz do Asinaro, Vendicari e Marzamemi”.

Por fim, o professor Scicchitano também introduziu outro tema delicado: “Conforme estimado por vários estudos publicados nos últimos anos, em condições de aquecimento global até as tempestades podem ter efeitos mais fortes nessas áreas costeiras”.

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

A cidadania italiana pode abrir portas em diversas situações, como a facilidade em trabalhar e estudar no Exterior

Cotidiano

CNH brasileira volta a valer na Itália: novo acordo facilita vida de milhares pessoas

Cotidiano

Brasileiros residentes no país europeu há menos de seis anos podem solicitar habilitação italiana sem necessidade de novos exames

Cotidiano

Imperia ocupa 1ª posição de ranking elaborado pelo iLMeteo.it

Esporte

O ítalo-brasileiro assumiu o cargo de técnico da Juventus, firmando um contrato de três temporadas, válido até meados de 2027.

Variedades

Agente de Registro Civil e intermediador são suspeitos

Cultura

Evento reúne o melhor da produção contemporânea do país europeu.

Turismo

Iniciativa é feita no aniversário dos 150 anos da imigração.

Variedades

Mostra e degustação contam história da iguaria desde as origens.

Cultura

O Sequestro do Papa' chegará aos cinemas do Brasil em 18/7

Notícias

Sace apontou potencial no país latino para empresas italianas

Economia

Dados registrados pela agência são do 1º trimestre de 2024