Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Estilo de vida

Itália deve mudar horário pela última vez (depois de 54 anos)

Itália verão inverno
Itália deve mudar horário pela última vez (depois de 54 anos)

Até abril a Itália terá que decidir se extingue o horário de verão ou não

Duas coisas são certas por enquanto. A primeira é que dentro de alguns dias, na noite entre 24 e 25 de outubro, retorna o horário de inverno (os italianos vão dormir uma hora a mais).

A segunda é que será preciso esperar até abril para saber se em 2021 a Itália terá esse ritual temporal (a mudança de hora), que existe há 54 anos

Estima-se que haverá um caos de fusos horários na Europa.

Itália e o horário de verão

Entre julho e agosto de 2018, após consulta pública (84% dos votos à favor), o Parlamento Europeu aprovou a supressão da obrigação de os países membros mudarem de uma hora para a outra duas vezes por ano.

Cada país será, portanto, livre para decidir até abril de 2021 se adota o horário de verão, o horário solar (também chamado de horário de inverno) para sempre ou continua alternando, como é agora. A discussão originou-se da oposição entre “nortistas e sulistas”. 

A possibilidade de ter mais luz com o horário de verão beneficia os países do Sul da Europa, mas não os do Norte que, liderados pela Finlândia e pela Polônia, pressionam para o fim do horário de verão, enquanto os do Sul caminham na direção oposta. A França, por exemplo, com um voto popular se manifestou para mantê-lo mesmo durante todo o ano.

Em vez disso, a Itália se inclina para o status quo: seis meses legais e seis meses solares. 

O fator econômico desempenha um papel importante na escolha italiana: o horário de verão permite que os italianos acendam as luzes uma hora depois. De acordo com a Enea (Agência Nacional de Novas Tecnologias, Energia e Meio Ambiente), este sistema leva a uma economia de 0,2% do consumo total, um número baixo, mas segundo os especialistas, significativo nas políticas de economia de energia. 

De acordo com dados da Terna (empresa italiana que administra a rede de transmissão de energia elétrica), entre 2004 e 2017, o verão permitiu aos italianos economizar 1 bilhão e 435 milhões de euros.

A controvérsia

A divisão política na Europa abala o sono dos defensores do mercado livre irrestrito. Uma mudança de abordagem por parte de países europeus pode causar transtornos para quem viaja de um país para outro, até mesmo a trabalho, forçado a mover o ponteiro várias vezes. 

A isto poderia ser adicionado o custo mais elevado do comércio transfronteiriço, uma queda potencial na produtividade e problemas nos transportes e comunicações.

Já em relação ao Brasil, a diferença no fuso diminuiu das atuais 5 horas para 4 horas. Bom para quem tem familiares ou negócios nos dois países.

LEIA TAMBÉM

Os cinco melhores destinos da Itália para curtir o verão

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Estilo de vida

Por que não adotar o sobrenome do seu marido na Itália: Entenda os motivos.

Cotidiano

Pontremoli lança programa “Residentes do Futuro” para estimular novos moradores.

Cidadania Italiana

Congresso terá presença de figuras relevantes do judiciário italiano, do Ministério do Interior e da Procuradoria Geral do Estado

Comer e beber

Verdade ou mito: Os italianos realmente comem pasta todos os dias?

Cidadania Italiana

Da Itália à Espanha: A jornada de Riccardo Consoli em busca de um futuro mais acolhedor.

Cidadania Italiana

Os brasileiros estão entre as dez nacionalidades que mais obtiveram uma cidadania da União Europeia em 2022.

Turismo

Iniciativa conta com 28 municípios divididos em 10 regiões

Cidadania Italiana

Brasil destaca-se como o 4º país com mais cidadãos adquirindo nacionalidade italiana.

Cidadania Italiana

O ius soli é um problema falso, não é necessário: os números desconstroem a narrativa da esquerda, segundo jornalista.

Arte & Cultura

Russell Crowe se apresentará no anfiteatro de Pompeia.

Cotidiano

Enel mancha a reputação italiana no Brasil devido a constantes falhas no fornecimento de energia em São Paulo

Cotidiano

Porta critica atuação governamental na demora e ineficácia das negociações do Acordo de Conversão de CNH entre o Brasil e a Itália