Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Itália no Brasil

Itália prende brasileiro acusado de fraude de R$ 1,3 bilhão contra aposentados

Renato De Matteo Reginatto, 37 anos, é dono de uma consultoria de investimentos que prestava serviços para os institutos de previdência

A Itália prendeu nesta terça-feira (12) um brasileiro foragido desde abril do ano passado, acusado de comandar um esquema de desvio de recursos de fundos de pensão municipais.

Segundo a Polícia Federal, Renato De Matteo Reginatto, 37 anos, é dono de uma consultoria de investimentos que prestava serviços para os institutos de previdência. De acordo com a investigação, a fraude alcançou mais de R$ 1,3 bilhão.

A PF toma agora providências para que a Justiça no Brasil solicite a extradição do ex-foragido.

Ele foi encontrado em Roma, capital italiana, quando desembarcava de um voo oriundo dos Estados Unidos.

Matteo tentava entrar em território italiano quando foi reconhecido e detido – seu nome constava na lista da Interpol.

Desde que a PF identificou que o paradeiro do brasileiro, o órgão passou a trocar informações com a agência de imigração dos Estados Unidos e também com autoridades italiana.

Reportagem da Folha de S.Paulo de julho do ano passado mostrou que, enquanto estava foragido, Matteo fez aquisições nos Estados Unidos.

Desde dezembro de 2017, ele conseguiu comprar um apartamento em Nova York por US$ 6,5 milhões (R$ 25,5 milhões); uma casa em Miami, por outros US$ 3,5 milhões (R$ 13,7 milhões) e também arrematou um barco, de 64 pés, pagando US$ 1,1 milhão (R$ 4,2 milhões).

Matteo possui ainda dois imóveis em Boston que, juntos, somam US$ 2,3 milhões (R$ 9,2 milhões). Os dados fazem parte de uma investigação particular à qual a Folha de S.Paulo teve acesso.

Segundo essas informações, as únicas transferências de dólares informadas por Matteo à Receita Federal no Brasil até 2017 são de US$ 2,5 milhões (R$ 9,8 milhões), enquanto os investimentos identificados alcançam US$ 13,6 milhões (R$ 53,4 milhões).

O dinheiro usado por Matteo vem de offshores (contas mantidas fora do país), identificadas no relatório da PF referente à Operação Encilhamento.

Morador de Rio Claro, no interior de Sao Paulo, Matteo foi candidato em 2014 ao cargo de deputado federal, pelo PSP, e obteve cerca de 40 mil votos, mas não foi o suficiente para ocupar uma cadeira na Câmara dos Deputados, em Brasília.

Todos os documentos aos quais a Folha de S.Paulo teve acesso foram obtidos pelo advogado Eli Cohen, que afirma ter sido lesado por Matteo em um investimento realizado há quatro anos. Desde então, Cohen busca, sem sucesso, um ressarcimento para as perdas, cujo valor não revela.

A reportagem não conseguiu contato com a defesa do acusado.

Com agências Folha e Estado

Siga o Italianismo no Instagram

Deixa o seu comentário:

Destaques do editor

Destaque do Editor

O ranking mostra o posicionamento, o número de famílias e o número de municípios em que os sobrenomes italianos estão espalhados.

Destaque do Editor

Descubra como obter a cidadania italiana de forma segura e eficiente!

Estilo de vida

A Festa della Mamma foi introduzida no calendário na década de 1950

Cidadania Italiana

Ao contratar um advogado para processo de cidadania italiana, opte por um que mantenha representante no Brasil.

Cidadania Italiana

Senador Roberto Menia reforça críticas sobre reconhecimento da cidadania italiana no Brasil.

Itália no Brasil

Consulado Geral da Itália em São Paulo: Uma pequena itália na maior metrópole brasileira.

Economia

Consultoria fez estudo sobre taxa de sobrevivência de companhias.

Cidadania Italiana

Passaporte em todo lugar: A partir de julho, correios italianos facilitam renovação e emissão

Esporte

Eventos em memória do brasileiro vão durar até o início de junho.

Cidadania Italiana

Caixa de pandora sul-americana: reconhecimento de cidadanias italianas sob suspeita.

Cidadania Italiana

Descaso com o Codice Fiscale: Conselheiro do CGIE denuncia "Gaming the System" nos consulados.

Cidadania Italiana

Escândalo no reconhecimento da Cidadania Italiana na América do Sul. Nicola Occhipinti é chamado às pressas.