Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

ItalianismoItalianismo

Cotidiano

Com aprovação da OMS, Doria pede liberação da CoronaVac na Europa

Em carta, Doria pede que Comunidade Econômica Europeia aceite vacinados com CoronaVac.

Doria pede liberação da CoronaVac
Em carta, Doria pede que Comunidade Econômica Europeia aceite vacinados com CoronaVac.

Após a aprovação da CoronaVac pela OMS (Organização Mundial da Saúde), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) disse que enviou hoje cartas à Comunidade Europeia e para o Parlamento Europeu solicitando a inclusão da vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a chinesa Sinovac entre os imunizantes aceitos para a entrada de viajantes no bloco.

“Enviei hoje pela manhã cartas aos presidentes da Comissão Europeia e do Parlamento Europeu solicitando a inclusão da vacina do Butantan entre os imunizantes aceitos para a entrada de viajantes no bloco. É uma medida importante para a normalização do fluxo de pessoas e de negócios entre o Brasil, especialmente São Paulo, com os países da comunidade europeia”, disse João Doria, segundo publicação no UOL.

A secretária de Desenvolvimento Econômico de São Paulo, Patricia Ellen, relembrou que todos que receberem a vacina do Butantan precisavam fazer quarentena ao chegar nos países europeus. Agora, com a aprovação da OMS, há um indicativo de que com a aprovação, a Comissão Europeia faça a aderência de aprovação.

No documento, datado desta terça-feira, 1, Doria parabeniza os países europeus pela maneira como eles combateram a pandemia e afirma que “no Estado de São Paulo, onde quase 25% da população do Brasil vive, nós também seguimos as diretrizes da ciência e medicina no confronto à Covid-19”.

O documento também exalta os milhões de doses que foram produzidas nos laboratórios de São Paulo e enviadas ao Programa Nacional de Imunização. Segundo a secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Patricia Ellen, uma série de reuniões entre empresários brasileiros e estrangeiros tinham feito apelos ao governador para que as articulações com a Europa fossem feitas.

“Muitas das viagens internacionais hoje estão limitadas. Todos o que tinham a vacina do Butantan, a CoronaVac, até o momento precisavam fazer quarentena na chegada desses países, então para uma viagem de negócios de três, quatro dias, isso implicava em 14 dias adicionais”, lembrou.

E aí, gostou do artigo? Então compartilhe nas suas redes sociais e traga seus amigos, colegas e seguidores para a discussão. Em caso de dúvidas a respeito do assunto, não hesite em deixar seu comentário.

Deixa o seu comentário:

Mais de Italianismo

Cotidiano

Poderão entrar no país europeu os turistas que receberam os imunizantes da Janssen, AstraZeneca, Moderna e Pfizer.

Cotidiano

Medida pode beneficiar milhares de cidadãos italianos residentes no Brasil, e que receberam a Coronavac

Cotidiano

Autoridades buscam alternativas para estimular o público. Principalmente os Antivax

Cotidiano

Lazio ficou sem acesso ao portal de saúde e à rede de vacinação local; autoridades dizem que ataque pode atrasar imunização

Cotidiano

Itália criou um "Passe verde" para locais fechados, que entra em vigor a partir de 6 de agosto

Cotidiano

98,8% das mortes desde fevereiro não haviam concluído o ciclo de vacinação

Cotidiano

Matteo Salvini, tomou um imunizante contra a Covid-19 nesta sexta-feira (23), em Milão

Cotidiano

Vacina italiana contra a covid-19 em desenvolvimento cria anticorpos em 93% dos casos com uma dose

Esporte

Líderes da União Europeia declaram abertamente torcida pela Azzurra na decisão da Eurocopa

Cotidiano

A declaração se deu durante coletiva de imprensa em Bruxelas, na Bélgica, depois de dois dias de reuniões entre os líderes da União Europeia

Cotidiano

País vacinou ao menos parcialmente mais da metade da população e quase 30% das pessoas já concluíram ciclo de imunização

Cotidiano

Os dados foram contabilizados até 7 de junho, quando 38.178.684 doses haviam sido administradas no país.