Siga o Italianismo

Olá, o que deseja procurar?

Italianismo

Cotidiano

Bocelli é criticado por falas sobre pandemia: “Desculpa. Não sou negacionista”

Andrea Bocelli critica governo italiano por quarentena e diz que não acredita no coronavírus

Andrea Bocelli critica governo italiano por quarentena e diz que não acredita no coronavírus

Unanimidade na Itália, o tenor Andrea Bocelli virou alvo de críticas por causa de suas declarações negacionistas a respeito da pandemia do coronavírus.

Durante um debate sobre a crise sanitária organizado por parlamentares de extrema-direita em Roma, o cantor se referiu à emergência como “a assim chamada pandemia”.

“Tentei me identificar com quem tinha de tomar decisões difíceis. Depois, tentei analisar a realidade e vi que as coisas não eram como nos contavam. […] Conforme o tempo foi passando, graças a Deus não conheci ninguém que tivesse ido para a UTI, então por que essa gravidade?”, questionou.

A reação não demorou a chegar.

“Gostaria de convidar Bocelli, a quem sempre apreciei como artista, a vir para Bergamo e Brescia quando quiser. Estou certo de que mudará de ideia sobre muitas coisas”, disse Luca Fusco, presidente de um comitê de familiares de vítimas da pandemia, referindo-se a duas das províncias mais atingidas.

Fusco já depositou dezenas de denúncias por negligência das autoridades na crise sanitária.

Com a repercussão negativa de suas declarações, Bocelli disse que foi “mal interpretado” e que não é um “negacionista”, mas sim um “otimista”. O tenor contraiu o novo coronavírus em março e chegou a doar plasma para uma pesquisa sobre tratamentos para a covid-19.

Especula-se que Bocelli se apresentou no concerto de Páscoa quando ainda se recuperava da doença.

Na Itália, mais de 246 mil pessoas foram contaminadas pelo novo coronavírus e mais de 35 mil foram mortas.

Negacionismo

O debate do qual Bocelli participou foi organizado pelo senador Armando Siri, do partido de extrema direita Liga, e pelo deputado conservador Vittorio Sgarbi, que não pertence a nenhuma legenda.

Apesar de a Itália ter sido o epicentro do coronavírus e deixado mais de 35 mil mortos, o debate foi marcado pelo tom negacionista dos envolvidos. 

Sgarbi chegou a citar um suposto relatório do governo da Alemanha que diz que o coronavírus é um “alarme falso global”.

O documento reflete apenas a opinião de um único funcionário do Ministério do Interior e não é oficial.

O deputado ainda afirmou que “não é verdade” falar que o Brasil vive uma emergência – o país teve entre 19 e 25 de julho a pior semana desde o início da pandemia, com 319,4 mil casos e 7,7 mil óbitos em sete dias.

Deixa o seu comentário:

Mais de Italianismo

Cotidiano

Os dados foram atualizados nesta sexta-feira e incluem também o fim de semana da Páscoa.

Cotidiano

Balanço da vacinação contra Covid-19 deste domingo (28), às 15h31, mostra que 9.258.640 pessoas já receberam pelo menos uma dose da vacina na Itália....

Cotidiano

As regiões mais populosas do norte da península, entre elas Lombardia com Milão, e Lazio com Roma, serão classificadas como “áreas vermelhas” para tentar...

Cotidiano

Tudo o que você precisa saber, se pretende embarcar para a Itália: o guia completo

Cotidiano

Por 321 a 259 votos, a Câmara dos Deputados da Itália decidiu nesta segunda-feira, 18, manter o primeiro-ministro Giuseppe Conte no cargo. Deixa o...

Cotidiano

A Esmolaria Apostólica do Vaticano confirmou nesta quinta-feira (14) que também os moradores de rua atendidos pela Igreja Católica serão vacinados contra a covid-19....

Cotidiano

Vamos falar das mulheres mais bonitas da política italiana? Porque ninguém merece ouvir falar de mais uma crise em Roma, em meio a pandemia....

Cotidiano

A partir da próxima semana, a aplicação das vacinas deve ser acelerada.