Vírus faz Itália perder 370 mil trabalhadores nas lavouras

Itália corre risco de perder produção no solo e colocar suprimentos nos mercados em risco | Foto: ilnordestquotidiano

País corre risco de perder produção no solo e deixar de colocar alimentos nos mercados

Dos espargos no Vêneto aos morangos Trentino e aos kiwis de Latina, o setor primário está sob alerta vermelho na Itália pela não chegada – por medo ou fronteiras fechadas – da mão de obra que vem do exterior.

Produtores agrícolas procuram desesperadamente trabalhadores estrangeiros para não perder as frutas, verduras e legumes e poder encher as prateleiras dos supermercados neste momento de crise.

O efeito do coronavírus no interior da Itália é alarmante: 370 mil trabalhadores estrangeiros sumiram, que segundo a Coldiretti, associação que representa os agricultores, representam 27% da força braçal. 

A Romênia, de onde provém a maioria desses trabalhadores empregados na produção agrícola da Lombardia e do Veneto, decidiu impor um período de isolamento aos cidadãos que retornam dessas regiões.

A Polônia e a Bulgária também impõem medidas restritivas a seus trabalhadores, que os obriga a preencher um questionário na presença de um inspetor de saúde e permanecer em quarentena em suas casas quando voltam para visitar os familiares.

A comunidade romena é a maior com 107.500 funcionários, seguida pela marroquina com 35 mil, a indiana com 34 mil e a albanesa com 32 mil. As comunidades polonesa, búlgara, senegalesa, tunisina, macedônia e paquistanesa também ajudam a impulsionar a agricultura italiana.

Ettore Prandini, presidente da Coldiretti alerta que “a emergência do coronavírus está causando um impacto substancial nas atividades das empresas e são necessárias ações em nível nacional e da União Europeia para impedir que barreiras injustificadas sejam colocadas para a circulação de trabalhadores e mercadorias, com decisões equivocadas de alguns países da UE”.

Segundo ele, é uma situação que gera grande insegurança, mas também prejuízos econômicos e de emprego.

 

Redação
Redação
O ITALIANISMO tem consolidado a sua posição como o portal com a maior audiência na comunidade italiana no Brasil. Todos os meses passam pelas nossos mídias mais de 2 milhões de visitantes. A sua colaboração é muito importante para que possamos crescer ainda mais. Compartilhe a reportagem que você acabou de ler.