Oração dos descendentes

Poema de Braz Gardini

Senhor Deus,
Protetor dos mais fracos
Sofredores e oprimidos,
Obrigado por ter guardado
Os nossos antepassados queridos…

Que vieram da terra nostra
Tao querida e distante,
Buscar desse lado do oceano
Um novo Horizonte…

Plantando belas flores
Num jardim abandonado,
Dando vida à tantos campos
Onde o sofrimento foi enterrado…
Essa gente tão diferente
Com vozes altas e cantaroladas,
Escondia dentro do peito
As feridas nunca cicatrizadas…

Assim o tempo foi passando
Como moinho moendo lembranças,
Naqueles rostos escorria o suor
Transformado em esperanças…

A luta incansável do dia a dia
Embaixo do sol e da chuva,
Os pés que sustentavam o corpo
Também amassavam a uva…

Para fazer o santo vinho
Que afogava as tristes mágoas,
Trazidas pelos navios
Fazendo riscos nas águas…

Hoje nós fazemos de volta
Aquele incerto roteiro,
Com a mesma coragem
Daqueles bravos guerreiros…

Que nos dão tanto orgulho
Há muitos e muitos anos,
Que Deus abençoe a todos
Descendentes de italianos.

Por Braz Gardini, ítalo-brasileiro, poeta e escritor 

Redação
Redação
O ITALIANISMO tem consolidado a sua posição como o portal com a maior audiência na comunidade italiana no Brasil. Todos os meses passam pelas nossos mídias mais de 2 milhões de visitantes. A sua colaboração é muito importante para que possamos crescer ainda mais. Compartilhe a reportagem que você acabou de ler.