Na Itália, coronavírus provoca corrida a supermercados e esvazia prateleiras

Na Itália, coronavírus provoca corrida a supermercados e esvazia prateleiras

Já a partir das 8 da manhã, uma hora antes da abertura, as filas se formam esperando para entrar

A explosão nos casos de contaminados com o coronavírus provocou uma corrida aos supermercados no norte da Itália, o que deixou as prateleiras vazias neste domingo (23).

Os ítens mais procurados são os de primeira necessidade como água mineral, macarrão, frutas, pães e papel higiênico. Faltam máscaras nos supermercados e farmácias.

Em alguns supermercados, por volta das 16 horas, as prateleiras inteiras estavam vazias.

Em nota, a Coldiretti – associação que representa os produtores italianos, disse que “durante o fim de semana houve um aumento significativo na compra de alimentos frescos e processados”.

Coronavírus 

Segundo o jornal Corrieri della Sera, a Itália superou o número de 150 contagiados, com três mortes confirmadas, sendo o quinto país com mais casos no mundo.

A partir desta segunda-feira, 24 de fevereiro, todas as escolas da Lombardia e Vêneto, no Norte da Itália, estarão fechadas.

Além de escolas e universidades, todos os eventos serão suspensos e os locais de encontro, cinemas, igrejas, teatros e museus serão fechados. O governo ainda estuda fechar o comércio por uma semana.

A medida restritiva – sem data para terminar – faz parte de uma ação do governo italiano de conter o aumento no número de infectados com o Coronavírus.

Em Veneza, o Carnaval foi suspenso.

 

Redação
Redação
O ITALIANISMO tem consolidado a sua posição como o portal com a maior audiência na comunidade italiana no Brasil. Todos os meses passam pelas nossos mídias mais de 2 milhões de visitantes. A sua colaboração é muito importante para que possamos crescer ainda mais. Compartilhe a reportagem que você acabou de ler.