Brasileiros são multados em quase R$ 600 mil por cidadania italiana irregular

Brasileiros são multados em quase R$ 600 mil por cidadania italiana irregular. Reprodução / Primo Piano

As causas foram residência irregular e falta de documentos para atuarem como agência de negócios

A polícia de Molise, na região do sul da Itália, multou nesta segunda-feira (29) dois brasileiros que atuavam em Campobasso em € 135 mil (cerca de R$ 600 mil). Os dois foram acusados de atuarem como agência de negócios para o processamento das práticas administrativas, para processo de cidadania italiana “jure sanguinis”, sem registro nos órgãos competentes, por residência irregular e por disponibilizarem casas alugadas sem contratos aos clientes.

Os brasileiros foram enquadrados nos artigos 115 e 17 bis da Tulps (Testo unico delle leggi di pubblica sicurezza), a Lei de Segurança em vigor na Itália.

Os proprietários das casas também foram autuados por disponibilizarem alojamentos aos estrangeiros sem comunicar por escrito a autoridade local no prazo máximo de 48 horas. Uma violação do artigo 7 do Decreto Legislativo 286/98.

A polícia não divulgou o nome dos envolvidos.

Com informações de Primo Numero