Trapalhada de prefeito revela que Messi é cidadão italiano

Messi é registrado como morador de pequena cidade da Itália. Foto: Alejandro Garcia/EPA

Cidade italiana revela o seu ilustre cidadão: o craque Lionel Messi

Em busca de publicidade, o prefeito da pequena Recanati, na província de Macerata, revelou que o craque Lionel Messi, do Barcelona, é cidadão italiano.

A trapalhada aconteceu após o envio de uma cédula que permite o jogador votar nas eleições europeias e municipais marcadas para o dia 26 de maio.

Naturalmente, o fato ganhou destaque em todos os jornais da Itália e estimulou a imaginação dos torcedores italianos.

Segundo o prefeito Francesco Fiordomo, em 2010, Jorge Messi – pai do jogador – esteve na cidade para levantar os documentos dos seus antepassados.

Em entrevista ao Corriere della Sera, em 2013, Messi disse que tinha informações vagas sobre as suas origens italianas, mas nunca visitou Recanati.

Angelo, trisavô do jogador, nasceu em Recanati e partiu para a Argentina no final do século 19 juntamente com outras centenas de imigrantes italianos que viviam na cidade. Recanati conta com outros 2.788 residentes ítalo-argentinos registrados no AIRE – Anagrafe Italiani residenti all’estero (setor que controla a residência dos italianos no exterior).

A cidade é terra também de outro ilustre: Giacomo Leopardi, um dos maiores poetas italianos.

A revelação do prefeito pode render uma severa multa ao município. De acordo com as regras de proteção de dados estabelecidas no Regulamento Geral de Proteção de Dados (GPDR, na sigla em inglês), implantada em 2018 em todos os países da União Europeia, órgãos públicos e empresas são obrigados a garantir a privacidade dos dados disponíveis em seus bancos.