Ilha italiana de Capri proibe plástico descartável a partir de maio

Ilha italiana de Capri proibe plástico descartável a partir de maio. Foto: topflight

Meta é reduzir problema da poluição, melhorar coleta seletiva de resíduos e, obviamente, contribuir para o cuidado do meio ambiente

A ilha italiana de Capri vai proibir, a partir de maio, plásticos de uso único e não biodegradáveis, como talheres, pratos, copos e recipientes para alimentos, segundo uma lei municipal aprovada pela Câmara local.

O objetivo deste novo regulamento é “reduzir o problema da poluição, melhorar a coleta seletiva de resíduos e, obviamente, contribuir para o cuidado do meio ambiente”, explicou o líder municipal da ilha na região da Campânia, Gianni De Martino.

A proibição entra em vigor na ilha em 15 de maio, às portas do início da temporada de verão, e vai ser aplicada a todo o território, em especial nas praias e na faixa costeira, que são as mais afetadas pela poluição de lixo plástico no mar.

Capri, que tem uma população de pouco mais de 7.000 habitantes, é um dos destinos de férias mais populares de Itália e, durante vários anos, foi imposta uma taxa turística para preservar o meio ambiente.

Leia também:

Os cinco melhores destinos da Itália para curtir o verão

Palmarola: um paraíso perto de Roma que até os italianos desconhecem