PF é avisada de que Cesare Battisti vai da Bolívia direto para a Itália

Um avião da Polícia Federal chegou a se deslocar para a Bolívia para trazer o italiano de volta ao Brasil.

O italiano Cesare Battisti deve ser levado da Bolívia diretamente para a Itália. Ele deverá ser entregue às autoridades italianas no aeroporto internacional Viru Viru em Santa Cruz de La Sierra, onde Battisti foi preso pela polícia boliviana neste sábado (12).

Battisti não deve ser trazido ao Brasil como antes havia sido anunciado pelo ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno.

Pouco depois da declaração de Augusto Heleno, o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, publicou em uma rede social que Battisti seria levado diretamente para o país europeu.

Segundo a imprensa italiana, um voo da Itália chega à Bolívia às 21h (horário local boliviano), sai de lá às 22h (horário local) direto para o aeroporto de Ciampino, em Roma, com chegada prevista pras 14h desta segunda-feira (horário local).

Battisti será entregue às autoridades italianas porque entrou ilegalmente na Bolívia e, por isso, será expulso do país.

Defesa de Battisti queria HC de Marco Aurélio

Igor Tamasauskas, advogado do terrorista Cesare Battisti, afirmou neste domingo que entrou com um pedido de habeas corpus preventivo no STF para evitar a extradição de seu cliente, informa o Estadão.

Na nota, o advogado diz que o pedido deveria ser analisado pelo ministro Marco Aurélio Mello.

“Diante da notícia que Cesare Battisti irá retornar ao Brasil, os advogados de Defesa impetraram um Habeas Corpus preventivo, contra o ato do ministro Luiz Fux, visando evitar que Battisti seja extraditado para a Itália. Com o fato de os ministros Dias Toffoli e Luiz Fux estarem impedidos, a defesa entende que o caso deva ser resolvido pelo ministro mais antigo, Marco Aurélio Mello, já que o decano Celso de Mello se declarou impedido.”

Fez bem a Itália se precaver.