Battisti será levado para o Brasil antes de extradição para a Itália, diz ministro

Battisti será levado ao Brasil, diz assessor da Presidência

Cesare Battisti foi preso na Bolívia neste sábado (12). Extradição do italiano foi autorizada em dezembro do ano passado pelo ex-presidente Michel Temer

Apesar de a Itália ter enviado um avião para a Bolívia para buscar Cesare Battisti, segundo informou o premiê italiano Giuseppe Conte, na manhã deste domingo (13), o terrorista deve primeiro passar pelo Brasil. Tudo porque já existe um processo pronto de extradição do terrorista, autorizada em dezembro do ano passado pelo ex-presidente Michel Temer.

O governo brasileiro recebeu informações preliminares de que não haveria acordo de extradição entre Bolívia e Itália, por exemplo.

O ministro Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), afirmou  que o italiano será levado da Bolívia para o Brasil em um avião brasileiro. O avião fará uma escala no Brasil e depois segue para a Itália.

O ministro falou com a imprensa depois de se reunir com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio da Alvorada. Também participaram da reunião os ministros da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, e das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

Pela manhã, quando soube da captura de Battisti, a Itália enviou um avião com policiais e membros dos serviços secretos italiano seguiu para a Bolívia.

Cesare Battisti foi preso na noite de sábado (12) em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia.

Itália espera que seja ‘prontamente entregue’ O presidente italiano, Sergio Mattarella, emitiu comunicado dizendo esperar que Battisti seja “prontamente entregue”. O ministro do Interior, Matteo Salvini, agradeceu ao presidente Bolsonaro pela colaboração, assim como às autoridades bolivianas, e afirmou que Battisti é “um criminoso que não merece uma vida cômoda na praia, mas acabar seus dias na prisão”. Já o ministro da Justiça da Itália, Alfonso Bonafede, declarou que o foragido “agora será entregue à Itália” para que cumpra sua pena. “Quem se equivoca deve pagar, e Battisti também pagará.”