Reconhecimentos de cidadania italiana crescem 45% em São Paulo

Consulado comemora crescimento, mas espera no atendimento passa dos 12 anos

9.774 processos de reconhecimento de cidadania italiana foram finalizados em 2018 em São Paulo

O Consulado-Geral da Itália em São Paulo concluiu 9.774 processos de reconhecimento de cidadania em 2018, número que representa uma alta de 45% na comparação com o ano anterior.

A informação está no balanço anual da representação italiana, que em agosto passou a ser chefiada pelo cônsul-geral Filippo La Rosa. “Notícias positivas também para quem está na longa fila da cidadania. Ainda que a fila seja grande e a espera chegue a 12 anos, mais de 9 mil pessoas tiveram sua cidadania reconhecida pela equipe do Consulado de São Paulo ao longo do ano”, disse o diplomata em sua mensagem de fim de ano.

Publicidade: Contra as filas, cresce busca por processos de cidadania italiana por via judicial

Segundo La Rosa, esse dado mostra o “compromisso” na gestão de uma “carga de trabalho que continua desproporcional em relação às forças” do consulado, que encerrou 2018 com 238.725 italianos residentes cadastrados, crescimento de 10,5%.

Além disso, a representação convocou 27.469 pessoas para reconhecimento de cidadania e emitiu 17.059 passaportes – em novembro, introduziu um sistema de agendamento via WhatsApp para este último serviço.

O Consulado-Geral da Itália em São Paulo também enviou 11.768 declarações de “não renúncia” às prefeituras italianas (+42%), etapa necessária para o reconhecimento de cidadania de residentes no país europeu, protocolou 100.021 documentos (+33%) e ajudou cerca de 500 concidadãos em situação de necessidade ou emergência.

“Os concidadãos, que em agosto eram 225 mil, agora são mais de 235 mil. Quer dizer que crescemos 10 mil unidades em pouco mais de 120 dias. Quantos crescem neste ritmo? A cada um deles estamos oferecendo serviços sérios, confiáveis, nos termos da lei”, disse La Rosa.

No ano passado, o consulado também celebrou um acordo com a Prefeitura de São Paulo para o ensino de italiano nas escolas da rede municipal e contabilizou mais de 5 mil estudantes inscritos em cursos do idioma.

Por Agência ANSA