Itália eleva nível de alerta por erupção no Etna

Alarme da Proteção Civil passou de “verde” para “amarelo”

O Departamento de Proteção Civil da Itália elevou de “verde” para “amarelo” o nível de alerta nos arredores do vulcão Etna, que voltou a entrar em erupção no fim de agosto.

Este nível prevê “fenômenos intensos, localmente perigosos ou perigosos para o desenvolvimento de determinadas atividades”. Em 21 de agosto, ao falar sobre as inundações que mataram 10 pessoas em um parque na Calábria, o chefe da Proteção Civil, Angelo Borrelli, dissera que, “com alerta amarelo, já há risco de morte”.


As erupções atingem a face sudeste do Monte Etna, na Sicília, e são do tipo “estromboliano”, ou seja, de intensidade mediana e caracterizadas pela ejeção de cinzas, gases e rochas, além de rios de lava viscosos e espessos.

As cidades situadas na área da montanha estão em estado de “atenção” e prontas para adotar medidas contra eventuais situações de emergência localizada. “É preciso ter em conta que a mudança do nível de alerta pode não se dar necessariamente de modo sequencial ou gradual, podendo haver variações repentinas”, diz a Proteção Civil.

O Etna é o vulcão ativo de maior altitude da Europa e fica entre as províncias de Catânia e Messina.

Por Ansa