Após vazamento de dados, MP pede informações a site especializado em genealogia

Dados de mais de 92 milhões de usuários no mundo foram vazados, incluindo dados de brasileiros 

Após a empresa MyHeritage ter vários e-mails de usuários vazados na web, a Comissão de Proteção dos Dados Pessoais do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) requisitou informações à plataforma. A MyHeritage é especializada em testar DNA, criar árvores genealógicas e pesquisar histórico familiar. O site é usado por quem precisa encontrar os descendentes para o processo de reconhecimento da cidadania italiana, por exemplo.

O ofício foi expedido na última sexta-feira, 10 de agosto.

A empresa deverá, entre outras medidas, descrever a natureza do incidente de segurança, informar quais espécies de dados de usuários brasileiros foram afetados, se dados de pessoas menores de 18 anos também foram comprometidos e quais medidas de segurança foram tomadas. A MyHeritage divulgou um comunicado em 6 de junho, mas o MPDFT não considerou suficientes as informações.

Para o coordenador da Comissão, promotor de Justiça Frederico Meinberg, a possível exposição de informações genéticas pode ser muito perigosa para o titular do dado pessoal. “Dados genéticos nas mãos de seguradoras, planos de saúde e birôs de crédito são capazes de causar danos aos cidadãos, que serão onerados por conta da probabilidade do aparecimento de doenças”, afirma.

Confira aqui a íntegra do ofício.