Novo tremor atinge centro da Itália, deixa feridos e derruba imóveis históricos
30 de outubro de 2016
Nesta data: Mussolini é nomeado o primeiro-ministro da Itália
30 de outubro de 2016

Veronica e Andrea Bocelli

“Anjo” do tenor italiano, ela fala sobre família, causas sociais e destaca paixão pelo Brasil

Considerado um dos maiores nomes da música italiana, Andrea Bocelli (58) tem um verdadeiro “anjo da guarda” em sua vida: Veronica Berti (35). Eleita do tenor há 15 anos, Veronica é espontânea, decidida e falante. “Não gosto de dizer que sou a mulher de Andrea, pois dá uma sensação de limitação. Prefiro falar que sou sua companheira, afinal, estou sempre ao seu lado, compartilhando a vida pessoal e profissional”, explicou ela, responsável pela carreira do astro e também vice-presidente da Fundação Andrea Bocelli, entidade criada pelo tenor em 2011 com o objetivo de combater a pobreza e a desigualdade pelo mundo. “Estamos felizes com tudo o que conseguimos fazer até aqui, sempre com a ajuda dos amigos, pois, sozinhos, não fazemos nada”, apontou a italiana.

Fiel escudeira, ela acompanha o eleito em todas as viagens e não escondeu a alegria de voltar ao Brasil, onde o artista fez apresentações. “Temos amigos aqui. Adoro as pessoas, a força e, sobretudo, a música brasileira. O Brasil é o único País com o qual não temos problema em perder, nem sequer no futebol. E olha que futebol, para boa parte dos italianos, é propriamente a vida! Somos apaixonados pelo País”, brincou ela, em hotel paulistano.

Quem também desembarcou aqui foi Virginia (4), herdeira do par. “Andrea é rígido. Cobra muito de si mesmo e ensina os filhos a fazerem a mesma coisa. Além disso, ao mesmo tempo que dá muita liberdade e confiança, espera acordado os filhos chegarem a noite em casa para saber quando chegaram, como chegaram e com quem chegaram”, frisou ela. Pai ainda de Amos (21) e Matteo (19), de relação anterior, o tenor é assumidamente ciumento com a caçula. “Será uma vida dura para Virginia, bem dura! Dá para se ter uma ideia já pelo nome dela, que significa virgem em latim”, disparou.

O casal, que tem a fé e a religião como grandes bases da família, faz questão de pautar a educação com os dogmas católicos. “Andrea é muito religioso, então, todos os valores que passa aos filhos estão ligados à sua cristandade, em especial, o amor e o respeito ao próximo”, explicou.

Sem listar fórmulas para o casamento ideal, Veronica transformou a diferença de idade — ela é 23 anos mais jovem que ele —, em aprendizado. “Sou passional e ele, por conta da idade, já aprendeu a esmiuçar as coisas e ser mais calmo. Como diz um ditado italiano, ele me ensina a contar até 10 antes de responder! Tento, mas nem sempre é possível”, disse ela, que conheceu Bocelli em festa em Ferrara. A boda foi em 2014, em Livorno. O único momento de timidez é quando precisa falar de si mesma. “Queria ser igual às que dizem que comem de tudo e continuam magras! Mas confesso: é um sacrifício não poder comer o que quero e um sacrifício maior ainda conseguir entrar nos vestidos. Mas a gente faz o que pode, não é?”, resumiu, enrubescida.

Por Tamara Gaspar/Caras