Ícones da Itália, Vespa e Piaggio serão fabricadas no Brasil

Itália enfrenta problema de realojar 4 mil pessoas depois de terremoto
28 de outubro de 2016
Israelense diz que terremoto na Itália foi ‘punição divina’
28 de outubro de 2016
O Grupo Piaggio está com amplo plano de expansão para toda a América Latina.

O Grupo Piaggio, o único fabricante de motocicletas que faltava no mercado brasileiro, chega ao País com duas de suas principais marcas mundiais: Vespa e Piaggio. A perspectiva da empresa é atingir market share acima de 10% do setor de duas rodas nos próximos cinco anos, o que lhe daria o terceiro lugar nas vendas de motos, atrás apenas da Honda e da Yamaha.

O objetivo do grupo é fazer do Brasil  um dos quatro maiores negócios globais da montadora. Para tanto, fará um parque industrial capaz de abastecer todo o mercado local, nacionalizando a produção das motos. Apenas no primeiro momento as motocicletas serão importadas. Além de abastecer o mercado nacional, a unidade brasileira poderá exportar motos para todo o Mercosul.

Vespa e Piaggio voltarão a ser produzidas e vendidas no Brasil

Vespa e Piaggio voltarão a ser produzidas e vendidas no Brasil

A operação começa a ser estruturada já no segundo semestre de 2016, por meio da Asset Beclley Investments Management, representante oficial da Piaggio no Brasil, com poder para nomear concessionários, fabricar e distribuir as scooters.

“Estamos trazendo ao Brasil o Grupo Piaggio, líder de mercado e precursor do segmento mundial de scooters, inaugurado com a Vespa em 1946, na Itália. É uma das únicas montadoras de moto internacionalmente relevante que ainda não estava presente no País”, afirmou  Santo Magliacane, sócio da Asset Beclley.

De acordo com o executivo, a empresa quer aproveitar o potencial dos setores premium e de scooter como estratégia para ingressar no mercado nacional. Em 2009, o segmento de scooters e motonetas ocupava 18% do total de motocicletas. No ano passado, alcançou o índice de 30% de share, com mais de 300 mil unidades vendidas, o que representa aumento de mais de 60%.