Itália retira oficialmente candidatura de Roma à Olimpíada de 2024

Presidente do Comitê Olímpico Italiano, Giovanni Malago

Prefeita romana considera que sediar os Jogos representaria “hipotecar o futuro” de Roma.

O presidente do Comitê Olímpico Italiano, Giovanni Malago, descartou em definitivo a candidatura de Roma aos Jogos Olímpicos de 2024, depois da recusa da nova prefeita da cidade a apoiar o projeto.

“Hoje escrevi ao Comitê Olímpico Internacional para retirar Roma-2024 da disputa”, declarou Malago em uma entrevista coletiva na capital italiana.

A candidatura de Roma como sede dos Jogos Olímpicos de 2024 já havia sido abandonada quando a prefeita da metrópole italiana, Virginia Raggi, afirmou no final de setembro que não apoiaria a realização do evento. A Câmara da cidade amparou a mandatária e encerrou a corrida pela sede.

Em seu discurso, a prefeita havia afirmado que o povo de Roma não poderia pagar por mais uma “Olimpíada de concreto”. O Comitê Olímpico da Itália chegou a pensar em buscar apoio do governo federal, mas desistiu e afirmou que uma nova tentativa era improvável pelos próximos 20 anos.

A capital italiana já recebeu o evento em 1960.

Com a saída de Roma da lista de candidatos à sede da Olimpíada de 2024, apenas três cidades ainda brigam pela condição: Budapeste, na Hungria, Los Angeles, nos Estados Unidos, e Paris, na França. O resultado da votação que definirá o vencedor será divulgado em setembro de 2017.