Convento na Itália fecha por falta de frades após 577 anos

Veneto: um novo destino para as férias dos brasileiros na Itália
25 de setembro de 2016
Conheça 3 lugares na Itália que nem mesmo os italianos conhecem
29 de setembro de 2016

Convento em Gela fecha por falta de frades

Na Sicília, local se tornará um dormitório para moradores de rua e pessoas de baixa renda.

Após 577 anos, o tradicional convento de Gela, na região da Sicília, na Itália, fechará as portas por falta da frades interessados em seguir a vocação religiosa. O histórico prédio que sediou por séculos o convento dos Frades Agostinianos, inspirados em Santo Agostinho, se tornará um dormitório para moradores de rua e pessoas de baixa renda. O bispo local, Rosario Gisana, garantiu que serão mantidos os eventos, ações religiosas e festas católicas na cidade, apesar do encerramento das atividades do convento.

Duas celebrações estão diretamente ligadas à ordem dos Frades Agostinianos em Gela, a Festa de São José e a de Santa Rita. Os dois frades que ainda vivem na estrutura religiosa, Francesco Calleya e Giuseppe Ribaldone, serão obrigados a se mudar para Cassia e Roma.

Ontem, os dois sacerdotes celebraram sua última missa no local. Para não fechar completamente o convento, a diocese de Piazza Armerina aceitou administrar o edifício com um contrato de 20 anos e utilizá-lo como dormitório público da Pequena Casa de Misericórdia.

“Se, neste tempo, chegarem novos frades, não hesitaremos em reativar a estrutura histórica”, disse dom Lino Di Dio, da diocese de Piazza Armerina.

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.